0

Setor de serviços da China volta a crescer em maio, mostra PMI do Caixin

3 jun 2020
07h33
atualizado às 08h39
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O setor de serviços da China voltou a crescer no mês passado pela primeira vez desde janeiro conforme a economia se recupera das medidas de contenção ao coronavírus, embora o emprego e a demanda externa permaneçam fracas, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

Centro comercial em Pequim, na China
30/09/2018
REUTERS/Florence Lo
Centro comercial em Pequim, na China 30/09/2018 REUTERS/Florence Lo
Foto: Reuters

O PMI de serviços do Caixin/Markit subiu a 55,0 em maio de 44,4 em abril, atingindo o nível mais alto desde o final de 2010. A marca de 50 separa crescimento de contração.

O retorno do setor de serviços da China à expansão foi impulsionado pela alta nos novos negócios internos, embora as encomendas para exportação tenham caído pelo quarto mês seguido.

O emprego também continuou a contrair, embora a um ritmo mais lento.

"O emprego no setor de serviços permaneceu preocupante", disse Wang Zhe, economista sênior do Caixin Insight Group.

O PMI de indústria do Caixin também mostrou retorno ao crescimento em maio, mas a um ritmo mais lento do que o setor de serviços, prejudicado pela demanda global fraca.

O PMI Composto da China, também divulgado nesta quarta-feira, acelerou a 54,5 em maio de 47,6 em abril.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade