PUBLICIDADE

Não Caia Nessa

Golpistas usam IA, enganam funcionário e roubam R$ 127 milhões de empresa

Criminosos usaram a tecnologia 'deepfake' para se passar por diretor financeiro da empresa em uma videoconferência

5 fev 2024 - 16h11
(atualizado às 16h24)
Compartilhar
Exibir comentários
'Deepfakes' usam IA para criar vídeos ou áudios falsos, reproduzindo realisticamente a aparência e a voz de pessoas reais
'Deepfakes' usam IA para criar vídeos ou áudios falsos, reproduzindo realisticamente a aparência e a voz de pessoas reais
Foto: Ilustração

Uma empresa multinacional perdeu 25,6 milhões de dólares, o equivalente a R$ 127 milhões na cotação atual, depois que golpistas enganaram um funcionário com uma chamada de vídeo em grupo falsa criada a partir da tecnologia deepfake.

Segundo a polícia de Hong Kong, os criminosos usaram a Inteligência Artificial (IA) para se passar por diretor financeiro da empresa em uma videoconferência. Eles forjaram uma reunião com participantes falsos e o funcionário da empresa.

“(Na) videoconferência, descobriu-se que todos [os participantes] eram falsos”, disse o superintendente sênior, Barão Chan Shun-ching, à emissora pública da cidade RTHK.

De acordo com o jornal South China Morning Post, os fraudadores convenceram o funcionário da multinacional a fazer um total de 15 transferências para cinco contas bancárias em Hong Kong.

As investigações continuam em andamento, e até o momento, nenhum suspeito foi preso. A identidade da empresa afetada não foi divulgada pelas autoridades. O esquema veio à tona no dia 29 de janeiro.

Exclusiva para ricos: confira as ruas mais caras do mundo Exclusiva para ricos: confira as ruas mais caras do mundo

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade