PUBLICIDADE

Não Caia Nessa

Como se prevenir contra golpes e fraudes no empréstimo consignado?

No último ano, o Idec registrou 57.824 casos de tentativas de golpes tendo essa modalidade como alvo

22 nov 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Empréstimo consignado é muito conhecido dos aposentados, pensionistas e funcionários públicos.
Empréstimo consignado é muito conhecido dos aposentados, pensionistas e funcionários públicos.
Foto: Agência Brasil

O empréstimo consignado – também chamado de crédito consignado – é uma modalidade de crédito em que você usa o seu salário como garantia. Com juros mais baixos, é uma opção para quem precisa de dinheiro, mas é preciso ter bastante cautela para não cair em armadilhas.

Segundo o Serasa, 71,8 milhões de brasileiros estão com o nome restrito. Com isso, o alto volume de solicitações de empréstimos tem aumentado também o número de fraudes com quadrilhas especializadas. Por isso, ao contratar qualquer serviço financeiro é preciso ficar atento.

No último ano, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) registrou 57.824 casos de tentativas de golpes do empréstimo consignado. Isso significa que, em média, a cada dez minutos, um cidadão é vítima de estelionato nessa modalidade.

“É de suma importância verificar se a empresa tem credibilidade no mercado e ter muito cuidado com os dados pessoais compartilhados com terceiros”, comenta André Oliveira, CEO da CredFácil.

O empréstimo consignado é muito conhecido dos aposentados, pensionistas e funcionários públicos, pois tem as parcelas descontadas diretamente da folha de pagamento ou do benefício. Confira algumas dicas: 

  • Desconfie de ofertas muito atraentes: quanto maiores as vantagens, maior o risco de ser golpe

Promessa de dinheiro fácil, retorno muito alto e em pouco tempo. As propostas são tentadoras, mas muitas vezes perigosas. O jeito é, antes de concluir o serviço, verificar as informações da instituição, assim como a sua reputação antes de solicitar o dinheiro. A instituição financeira tem que ser cadastrada no Banco Central do Brasil e a sugestão é pesquisar sobre sua reputação na internet.

  • Nunca informe seus dados pessoais e bancários em ligações ou mensagens, principalmente para desconhecidos

Não responda e-mails, telefonemas e mensagens instantâneas que peçam seus dados pessoais e bancários. É importante prestar atenção se o número de telefone que está entrando em contato com o cliente é o mesmo da empresa que está solicitando o empréstimo, caso contrário, desconfie.

  • Não faça transferência, depósito ou PIX

Golpistas identificam as pessoas que estão em processo de aquisição de empréstimos, por isso a atenção deve ser redobrada nesse período. É preciso ter muito cuidado: nenhuma empresa confiável solicita antecipação de valores antes de liberar o dinheiro. Não aceite pagar parcelas em nome de pessoas físicas.

  • Procure empresas com boa reputação no mercado

Contrate empréstimos apenas de bancos e financeiras cadastradas no Banco Central e não esqueça que, mesmo que elas sejam digitais, também devem ter esse cadastro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade