PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Moradores de Porto Alegre têm até quinta-feira para solicitar Saque Calamidade do FGTS

Estão automaticamente habilitados a pedir o Saque Calamidade os moradores de 76 bairros. Veja quem tem direito

14 abr 2024 - 19h00
Compartilhar
Exibir comentários

Termina na quinta-feira, 18, o prazo para a solicitação, na Caixa Econômica Federal, do Saque Calamidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para quem teve danos estruturais em sua residência no temporal de 16 de janeiro deste ano em Porto Alegre. Moradores da Capital cujas casas foram afetadas e que têm saldo na conta do FGTS podem sacar até R$ 6,22 mil.

Foto: Freepik / Porto Alegre 24 horas

Estão automaticamente habilitados a pedir o Saque Calamidade, diretamente na Caixa (via aplicativo do FGTS ou em agências do banco), os moradores de 76 bairros de 16 regiões do Orçamento Participativo (OP), que possuem Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) inferior a 0,9.

Já os moradores da região Centro do Orçamento Participativo (OP), que inclui 18 bairros, precisam encaminhar a solicitação pelo 156 da prefeitura, com no mínimo dez dias úteis antes do prazo final do dia 18. Se a solicitação na prefeitura for aprovada, a pessoa encaminha o pedido de saque na Caixa, que é responsável pelo pagamento.

A listagem dos bairros da região do OP Centro inclui Auxiliadora, Azenha, Bela Vista, Bom Fim, Centro Histórico, Cidade Baixa, Farroupilha, Floresta, Independência, Jardim Botânico, Menino Deus, Moinhos de Vento, Mont Serrat, Petrópolis, Praia de Belas, Rio Branco, Santa Cecília e Santana.

Como fazer

Por telefone, basta ligar para 156, digitar a opção 9 (demais serviços) e informar os dados solicitados. Também são aceitos pedidos pelo e-mail 156poa@portoalegre.rs.gov.br ou pelo chat do 156, no site do 156web.

O Saque Calamidade do FGTS está sendo disponibilizado em virtude dos decretos de nível 1 e 2 de situação de emergência emitidos pela gestão municipal. Estes decretos foram homologados tanto pelo governo do Estado quanto pelo Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional do governo federal.

*Com a informação PMPA

Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade