PUBLICIDADE

Minério de ferro atinge máxima de 3 meses com perspectiva de melhora da demanda por imóveis

20 mai 2024 - 08h12
Compartilhar
Exibir comentários

Os contratos futuros de minério de ferro atingiram o nível mais alto em três meses nesta segunda-feira, com investidores recebendo bem as últimas medidas de apoio da China para o setor imobiliário local atingido pela crise, o qual representa parte importante da demanda por minério de ferro.

Trem carregando minério de ferro de mina da Rio Tinto na Austrália
Trem carregando minério de ferro de mina da Rio Tinto na Austrália
Foto: Reuters

O minério de ferro mais negociado para setembro na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China fechou em alta de 1,1%, a 894,50 iuanes (123,72 dólares) por tonelada.

No início da sessão, o contrato chegou a subir até 2,4%, para 906 iuanes, o maior valor desde 20 de fevereiro.

Na sexta-feira, a China anunciou medidas "históricas" para estabilizar seu setor imobiliário, com o banco central facilitando 1 trilhão de iuanes em financiamento extra e flexibilizando as regras de hipoteca, e os governos locais se preparando para comprar "alguns" apartamentos.

O minério de ferro e o aço são muito utilizados no setor de construção e a China é o maior consumidor mundial dessas commodities.

O minério de ferro de referência para junho na Bolsa de Cingapura subia 1,4%, a 119 dólares a tonelada.

Os ganhos em outros metais, como o cobre e o ouro, com ambos atingindo altas recordes na segunda-feira, também impulsionaram o sentimento de traders em negociações no complexo ferroso, disse um trader.

No entanto, com a margem das siderúrgicas chinesas permanecendo em território negativo, é provável que os preços das matérias-primas caiam em breve, quando as siderúrgicas começarem a pressionar seus fornecedores, acrescentou o trader.

A produção de aço bruto na China nos primeiros quatro meses de 2024 caiu 3% em relação ao ano anterior, e um analista espera que a produção anual deste ano não ultrapasse o nível de 2023.

O último lote de dados da China para o setor imobiliário mostrou que a demanda permaneceu fraca.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade