PUBLICIDADE

Microfranquias home based aceleram expansão no pós-pandemia

Empresas se destacam com modelos de negócios enxutos e lucrativos

21 out 2022 - 03h00
(atualizado às 09h47)
Compartilhar
Exibir comentários

Buscando uma saída para o isolamento social causado durante a pandemia de Covid-19, diversas marcas passaram a investir em franquias home based, onde não já necessidade do franqueado possuir um espaço físico, tornando-se assim, um investimento de baixo custo e alta rentabilidade.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), atualmente há mais de 550 marcas brasileiras operando dessa forma, e a expectativa da entidade é de crescimento nos próximos anos. Sabendo disso, empresários aproveitaram a deixa para criar novas marcas ou adaptar seus modelos de negócios como a Love Gifts e a Marketing Bag.

Foto: Divulgação

Os saquinhos de pão podem ser ecológicos

Foi diante de uma necessidade pessoal, que em 2020, o consultor de franquias André Jácomo, criou a Marketing Bag. Ele conta que naquele momento, devido a pandemia, diversos clientes começaram a cancelar contratos por conta de dificuldades financeiras e com isso, ele tirou do papel um projeto que já havia mentalizado há tempos.

A rede de franquias de publicidade em sacos de pão ecológicos, possui como proposta central conectar de maneira assertiva e duradoura a propaganda e o consumidor final. “Com a experiência que possuo em microfranquias e publicidade, sei que esse é um mercado de oportunidade”, afirma Jácomo.

Criada no modelo home based, a Marketing Bag possui fácil implementação e atua em um mercado de alto potencial, garantindo retorno rápido e boa rentabilidade. Mesmo com apenas dois anos no mercado, a marca já possui bagagem e experiência para entender o que funciona ou não no modelo escolhido para expansão.

“Desde a inauguração, passamos por diversos momentos desafiadores durante a pandemia, porém, conseguimos enxergar ainda mais o potencial da publicidade em sacos de pão, pois, os anúncios continuaram chegando até o cliente mesmo com suas lojas fechadas”, ressalta.

Jácomo comenta que nesse período, também pode compreender melhor o perfil de franqueado que a marca precisa. “Por sermos uma franquia mais barata, muitas pessoas compraram com o intuito apenas de investir, não queriam estar à frente do negócio. Isso só é possível se o franqueado contratar alguém exclusivo para essa função, porém, esse não é o foco do nosso franqueado. O perfil ideal de investidor é aquele que quer trabalhar de verdade, colocar a mão na massa e obter resultados”.

Para o empreendedor, entender esse novo perfil do franqueado fez com que o suporte da franqueadora fosse mais efetivo. “Conseguimos alocar nossos esforços no que realmente necessita, fazendo com que os resultados ocorram de maneira mais rápida e consecutivamente, com um retorno de investimento mais rápido também”.

Foto: Divulgação

Presentes criativos na ponta do home based

Já a Love Gifts, rede de franquias de presente criativos, percebeu um gap durante a pandemia e conseguiu a adaptar seu modelo de negócio para home based, criando assim uma nova forma de investimento. Com o fechamento do comércio, os franqueados passaram a levar os produtos para casa e começaram a comercializar através das redes sociais, isso fez com que a rede crescesse 60% no faturamento. 

Mas como manter a qualidade de vendas no âmbito virtual? Para o empresário Fábio Farias, CEO da Love Gifts, capacitar os funcionários para vendas online é extremamente importante.

“Nosso treinamento sempre foi focado em alta performance, pensando no consumidor final. Nosso objetivo sempre foi levar alegria com nossos produtos, por isso treinamos nossos vendedores a criar uma experiência única para os clientes”, afirma. 

Fábio também pontua a importância do “status do cliente”, ou seja, um cadastro bem atualizado para auxiliar a manter um relacionamento saudável entre marca e consumidor.

“Nosso foco no digital é transformar todo clique em uma possível venda, então nossas redes estão sempre atualizadas e estamos à disposição para eventuais dúvidas. Eu brinco que vende quem responde mais rápido, então a gente busca responder de maneira humanizada, mas de forma ágil, para que o cliente entenda que ele é importante”, comenta Fábio.

Hoje o valor de investimento da marca passou de R$ 28 mil para R$ 25.500, uma estratégia para ampliar a faixa de possíveis investidores. “Quando nós criamos o home based, foi para suprir uma necessidade do mercado, hoje vemos que esse modelo se tornou a porta de entrada para quem deseja conhecer o mercado e depois, quem sabe, investir em uma loja. Queremos investidores que entendam a importância de estar à frente do negócio”, finaliza Fábio.

Já, para adquirir uma unidade da Marketing Bag é preciso desembolsar R$ 5,5 mil e o faturamento médio mensal é de R$ 14,4 mil. Hoje a marca conta com 30 unidades e a expectativa é de aceleração. “O que fizemos em 24 meses, temos como meta de realizar nos próximos 6 meses deste ano, buscando expandir mais 30 unidades até dezembro de 2022”, finaliza.

(*) HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade