0

Magnata da energia assume o posto de mais rico da China

Li Hejun assumiu a liderança do ranking com um patrimônio líquido de US$ 26 bilhões

3 fev 2015
12h43
atualizado às 14h35
  • separator
  • 0
  • comentários

O empreendedor do setor de energia solar Li Hejun assumiu o posto de homem mais rico da China, superando Jack Ma, do Alibaba. Li assumiu a ponta com um patrimônio líquido de US$ 26 bilhões. O segundo lugar ficou com Wang Jianlin e sua família, da Dalian Wanda Commercial Properties.

Antigo líder, o magnata do comércio eletrônico Ma e sua família caíram para o número três na China e número 34 no mundo na lista Hurun Global Rich, com um patrimônio pessoal de US$ 24,5 bilhões. 

A Hanergy, de Li Hejun, tem sido alvo de preocupações de analistas por conta do que o Financial Times chamou na semana passada de "práticas não convencionais" entre a firma e sua subsidiária de US$ 19,7 bilhões listada em Hong Kong Hanergy Thin Film Power.

A maior parte da receita reportada da subsidiária desde 2010 veio de vendas de equipamentos à sua controladora e uma grande fatia dos contratos ficaram sem pagamento segundo dados de 2013, disse o FT.

A Hanergy Thin Film Power irá "expandir nossa base de clientes e diversificar nossa fonte de receita" e a maioria dos contratos devidos foram pagos, disse a companhia em um documento à bolsa de Hong Kong na semana passada sobre a reportagem do FT.

Apenas uma das 20 pessoas mais ricas do mundo veio da Grande China, apesar do país ter cunhado mais bilionários que qualquer outro lugar no ano passado. O magnata de Hong Kong Li Ka-shing ficou em número 16, com um patrimônio líquido de US$ 32 bilhões, enquanto o resto da lista era composto principalmente de ricos dos Estados Unidos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade