PUBLICIDADE

Ferreira Guedes, Matricial e ADtranz vencem licitação para obras em Angra 3

23 jul 2021 19h20
ver comentários
Publicidade

O consórcio composto por Ferreira Guedes, Matricial e ADtranz foi declarado vencedor da licitação que marcará a retomada das obras da usina nuclear de Angra 3, com oferta de 292 milhões de reais, informou a Eletrobras nesta sexta-feira.

Complexo nuclear de Angra dos Reis, Brasil. 
31/08/2011
REUTERS/Ricardo Moraes
Complexo nuclear de Angra dos Reis, Brasil. 31/08/2011 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

O lance vencedor representa deságio de aproximadamente 16% em relação ao valor de referência estabelecido pela Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras que declarou em sessão pública a vitória do consórcio.

No total, duas companhias e cinco consórcios participaram da sessão de abertura das propostas, realizada em 29 de junho, informou a elétrica estatal.

O consórcio vencedor atuará no âmbito do Plano de Aceleração do Caminho Crítico de Angra 3, que prevê a conclusão da superestrutura de concreto do edifício do reator e parte da montagem eletromecânica da usina.

"Lembramos que a contratação objeto do presente comunicado não é o EPC - Engineering, Procurement, Construction", disse a Eletrobras em nota, destacando ainda que o índice atual de conclusão da construção de Angra 3 é de 65%.

A Eletronuclear prevê que a usina entre em operação em novembro de 2026, acrescentou o comunicado.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade