PUBLICIDADE

Educação empreendedora tem aumento de demanda no país

16 mai 2022 03h00
ver comentários
Publicidade
Marcio Jappe, da Semente Negócios
Marcio Jappe, da Semente Negócios
Foto: Reprodução

O cenário socioeconômico brasileiro necessita da educação empreendedora para sustentar um desenvolvimento saudável e sustentável. Segundo a última edição da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o número de pessoas que começam a empreender por necessidade saltou de 37,5% para 50,4% em 2020. Buscando promover a prosperidade através da inovação, a Semente Negócios, empresa de educação empreendedora, desenvolve e executa projetos e parcerias para transformar este contexto e em 2021 alcançou mais de 2900 pessoas em 57 projetos desenvolvidos em todo o país.

Outro dado, desta vez da Receita Federal, mostra que foram criados 2,1 milhões de pequenos negócios apenas nos seis primeiros meses de 2021, 35% a mais do que o registrado no mesmo período do ano anterior. 

“Quando analisamos este cenário com a informação que o Brasil está entre os 10 países mais desiguais do mundo pelo Índice de Gini e que a pesquisa PNAD Contínua mostra que pelo menos 40 milhões não tinham acesso à internet em 2019, enquanto somavam-se 11 milhões de analfabetos com 15 anos ou mais de idade, entendemos que precisamos fornecer uma educação empreendedora para essas pessoas que não tiveram acesso anteriormente a um ensino formal, para permitir que elas possam transpor algumas das barreiras que encontraram durante a vida”, comenta Marcio Jappe, CEO da Semente Negócios.

Com o propósito de trabalhar a inovação como uma ferramenta de valorização da vida e geração de prosperidade, um exemplo de programa com intenção de mudança social é o Projeto Horizonte. Uma iniciativa Vale com execução da Semente, o objetivo é estimular a criação e desenvolvimento de negócios inovadores, nos territórios de Minas Gerais, evacuados preventivamente devido à elevação do nível de barragens. 

São as comunidades de Macacos (Nova Lima), Itabirito, Barão de Cocais, Santa Bárbara, Antônio Pereira e Engenheiro Correia. O Projeto Horizonte se estende até o final de 2022 e tem como foco estimular os moradores a desenvolverem soluções inovadoras para resolver os desafios socioambientais identificados em seus territórios, contribuindo para geração de renda, emprego e diversificação socioeconômica dos municípios. Com isso, podem promover uma mudança positiva em suas realidades.

Educação empreendedora tem aumento de demanda no país:

Outro projeto que procura transformar esta situação é o Mulheres do Nosso Bairro, realização da Engie Brasil, em parceria com o Sebrae Delas Santa Catarina e execução da Semente. A proposta é apoiar mulheres empreendedoras periféricas, principalmente na superação dos impactos causados pela pandemia da Covid-19, por meio de uma educação empreendedora. Assim, o intuito é despertar o protagonismo de lideranças femininas, promovendo a sustentabilidade econômica, tendo como resultado o fortalecimento da diversidade e da equidade de gênero.

Ainda falando sobre iniciativas de protagonismo feminino, o Cidade por Elas é uma realização do Programa Sebrae Delas Mulher de Negócios em parceria com o programa do Sebrae Cidade Empreendedora, idealizado pelo Sebrae Santa Catarina. A atuação da Semente envolve a execução e desenvolvimento metodológico do programa, bem como a gestão junto às lideranças participantes.

Este é um programa de desenvolvimento de lideranças femininas na política e gestão pública como protagonistas, destacando suas habilidades e competências empreendedoras e inovadoras para o serviço público. 

(*) HOMEWORK inspira profissionais e empreendedores a trabalhar de um jeito mais inteligente, saudável, transformador. Nosso conteúdo impacta mais de 1 milhão de usuários únicos, todo mês. É publicado no Terra e compartilhado via redes sociais, WhatsApp e newsletter. Entre pra comunidade HOMEWORK!

Homework Homework
Publicidade
Publicidade