7 eventos ao vivo

Bolsonaro cede e governo deve privatizar Correios, diz fonte

Presidente já estaria disposto a realizar a operação, segundo integrante da equipe econômica

19 abr 2019
15h27
atualizado às 17h19
  • separator
  • 0
  • comentários

Um integrante da equipe econômica do governo disse à Reuters que foi vencida a resistência do presidente Jair Bolsonaro à privatização dos Correios. Segundo o raciocínio do grupo, a empresa ganhará mais liberdade para se modernizar e responder às mudanças no mercado promovidas pelo comércio eletrônico sem a União como controladora.

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
09/04/2019 REUTERS/Adriano Machado
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto 09/04/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Em entrevista à GloboNews nesta semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que seria "um salto muito grande" apontar que Bolsonaro estaria mais próximo de concordar com a privatização da Petrobras, mas afirmou que o presidente considerou essa possibilidade para uma estatal em particular, sem revelá-la.

Segundo a fonte, que falou com a Reuters nesta sexta-feira, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é a companhia em questão.

Guedes tem insistido que o governo federal deve se desfazer de ativos para diminuir a dívida pública, também apontando que o controle excessivo do Estado sobre os negócios abre margem para casos de corrupção nas estatais - como ocorreu na Petrobras, na Caixa Econômica Federal e nos Correios.

Veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade