0

Brasil deve deixar de exportar 900 mil sacas de café em maio por protestos, diz Cecafé

30 mai 2018
18h25
atualizado às 18h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O Brasil deve deixar de exportar 900 mil sacas de 60 kg de café neste mês em decorrência dos protestos de caminhoneiros, informou à Reuters nesta quarta-feira o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé).

Sacas de café em armazém no Porto de Santos, Brasil
10/12/2015
REUTERS/Paulo Whitaker
Sacas de café em armazém no Porto de Santos, Brasil 10/12/2015 REUTERS/Paulo Whitaker
Foto: Reuters

Conforme a entidade, o volume que deixará de ser embarcado representará um prejuízo de 560 milhões de reais, "entre as exportações não efetuadas e os custos portuários".

"Os embarques serão realizados posteriormente, assim que a situação vá se regularizando. Os custos adicionais ao segmento exportador, oriundos destes atrasos causados pela greve, só poderão ser calculados após os devidos embarques", explicou o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

Os protestos de caminhoneiros já duram 10 dias, com impactos ainda sentidos pelo setor agropecuário, sendo que muitas cargas não chegam ao Porto de Santos. [nL2N1T11XG]

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade