1 evento ao vivo

Braço de trading da Aramco busca derivados de petróleo após ataques, dizem fontes

16 set 2019
09h41
  • separator
  • 0
  • comentários

O braço de "trading" da petroleira saudita Saudi Aramco está procurando produtos derivados de petróleo para pronta entrega após ataques no sábado a instalações de petróleo na Arábia Saudita, disseram três fontes comerciais nesta segunda-feira.

A Arábia Saudita deve se tornar uma significativa compradora de produtos refinados após os ataques, que forçaram a paralisação de mais de metade de sua produção de petróleo e parte da de gás, disse a consultoria Energy Aspects em nota no domingo.

Os ataques possivelmente reduziram em até 1 milhão de barris por dia (bpd) a capacidade de refino da Aramco, disse a Energy Aspects, embora isso não possa ser confirmado e não fique claro a qual refinarias a consultoria se refere.

A Aramco Trading Company (ATC), braço de "trading" da Aramco, está fazendo consultas para comprar diesel para pronta entrega, disseram duas das fontes.

A Arábia Saudita costuma ser uma exportadora líquida de diesel.

"Eles estão olhando (derivados de petróleo), uma vez que estão reduzindo a produção em algumas refinarias", disse uma das fontes, que não quis se identificar porque não tem autorização para falar com a imprensa.

Ele disse que os volumes totais buscados pela Arábia Saudita não ficaram claros de imediato, mas o mercado de derivativos para pronta entrega operava em alta nesta segunda-feira.

A ATC está procurando diesel com 10 partes por milhão (ppm) de enxofre por meio de discussões privadas, disse um segundo operador.

Os futuros do petróleo Brent, referência internacional, chegaram a subir 19,5% nesta segunda-feira, durante o início das negociações na Ásia.

Uma terceira fonte comercial disse que a Aramco Trading pode ter comprado duas cargas de diesel com baixo teor de enxofre, embora isso não possa ser confirmado de imediato e detalhes não estivessem disponíveis.

"A questão para a Aramco é como eles poderão fazer para atender grandes compromissos de entrega de produtos em setembro e outubro", disse um outro operador de diesel.

Esse operador, que está esperando uma entrega de carga de diesel saudita ao final do mês, disse não ter sido notificado sobre mudanças pela Aramco.

Um representante da ATC recusou-se a comentar.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade