PUBLICIDADE

Bolsonaro diz que, se capitalização ficar de fora, o 'governo prossegue'

Presidente também cogitou que medida volte ao texto da reforma da Previdência por iniciativa parlamentar: 'Sabemos que a Câmara tem legitimidade para alterar'

18 jun 2019 09h22
ver comentários
Publicidade

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta terça-feira, 18, que o governo "prossegue" caso a proposta do regime de capitalização fique de fora do texto final da reforma da Previdência, e ponderou ainda que um eventual retorno da medida pode acontecer por iniciativa parlamentar. "Gostaríamos que tudo que propusemos fosse acolhido, mas sabemos que a Câmara tem legitimidade para alterar. Se não for acolhido, o governo prossegue", disse a jornalistas antes da reunião do Conselho do governo.

Bolsonaro afirma que 'governo prossegue' se capitalização ficar fora da reforma da Previdência
Bolsonaro afirma que 'governo prossegue' se capitalização ficar fora da reforma da Previdência
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil / Estadão

Questionado se o governo vai tentar retomar a capitalização, o presidente destacou que o próprio Congresso pode propor que o regime volte ao texto da proposta que muda as regras da aposentadoria no Brasil. "Às vezes nem o governo, as próprias bancadas, líder partidário pode propor uma emenda e destacá-la", respondeu.

Além da capitalização, o parecer do relator da Comissão Especial da Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), retirou do texto alterações como as previstas para o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e deficientes de baixa renda, e para a aposentadoria rural.

Estadão
Publicidade
Publicidade