PUBLICIDADE

Boleto bancário pode ser aliado para aumentar faturamento

Estatísticas apontam que 76% dos compradores dão preferência a esse meio de pagamento

23 fev 2024 - 06h25
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Montagem Homework

O boleto bancário é o meio de pagamento preferido por ¾ da população brasileira para compras a prazo. Estatísticas recentes mostram que 76% preferem o boleto como forma de pagamento. No cenário digital, em que a concorrência é feroz e cada detalhe conta, conhecer essa informação e disponibilizar essa modalidade pode fazer diferença entre uma venda fechada e uma oportunidade perdida. 

Reinaldo Boesso, especialista financeiro e CEO da TMB Educação, fintech que oferece a possibilidade de pagamentos parcelados por meio de boletos bancários, revela que mais de 70% da população brasileira têm enfrentado problemas com limites de cartão de crédito, de acordo com pesquisas recentes. 

“Além dessa questão, os juros astronômicos cobrados pelas operadoras é outro ponto de dificuldade, afetando diretamente o equilíbrio das contas”, analisa ele.

Segundo Reinaldo, quando uma empresa não diversifica as opções para pagamento, perde acesso significativo a potenciais vendas. 

“O boleto parcelado é uma opção valiosa para aqueles que precisam adquirir, por exemplo, um curso para promover o crescimento profissional, mas enfrentam restrições financeiras ou dificuldades de acesso a métodos de pagamento convencionais”, aponta.

Impacto positivo

Essa prática não só expande as oportunidades educacionais, mas também promove um impacto positivo na sociedade. “O cliente fica mais satisfeito e confortável com a compra”, afirma.  

O fundador da TMB alerta que a maioria dos gestores investem e treinam times inteiros para impulsionar as vendas, apostam em tráfego pago e campanhas no Google Ads para escalar seus produtos. Mas se eles apenas implementassem o boleto, o retorno seria mais rápido, seguro e lucrativo, uma vez isso significaria aumentar em 30% o faturamento. 

“Esse movimento vai ocorrer de forma natural, porque parte do público que não usa cartão passa a comprar também”, aponta Boesso.

Ao engessar a forma de pagamento com apenas uma opção, no caso do cartão de crédito, o empreendedor deixa de lado potenciais compradores. 

“Às vezes, a estratégia para algumas empresas está em aceitar a forma de pagamento diferente, seja no boleto, no crédito, no financiamento”, finaliza o especialista.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão. 

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade