0

BHP defende órgão internacional para supervisionar barragens de rejeitos

19 fev 2019
09h14
atualizado às 10h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A BHP pediu a criação de um órgão internacional independente para supervisionar a construção, integridade e operação das barragens de rejeitos, que contêm resíduos de mineração, após o segundo colapso de uma represa no Brasil nos últimos três anos.

Presidente-executivo da BHP, Andrew Mackenzie
05/06/2017
REUTERS/Kim Kyung-Hoon
Presidente-executivo da BHP, Andrew Mackenzie 05/06/2017 REUTERS/Kim Kyung-Hoon
Foto: Reuters

"Como uma indústria, agora temos que redobrar nossos esforços para garantir que eventos como esse simplesmente não possam acontecer", disse o presidente-executivo da BHP, Andrew Mackenzie, a repórteres nesta terça-feira, depois de a empresa ter divulgado resultados semestrais.

Mackenzie disse que ainda é cedo para dizer qual impacto o recente desastre na barragem de rejeitos da Vale em Brumadinho (MG) teria para a Samarco, pertencente à Vale e à BHP e sem operar desde novembro de 2015, após a tragédia com uma barragem em Mariana (MG).

Veja também:

BPFron detém passageiro de ônibus com 23 quilos de haxixe, em Cascavel
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade