PUBLICIDADE

Alexandre Correa pede recuperação judicial para empresa com Ana Hickmann; ação tem valor de R$ 40 mi

O documento apresentado pelos advogados de Correa à Justiça dá detalhes sobre o balanço da empresa Hickmann Serviços LTDA

7 dez 2023 - 18h09
(atualizado às 18h28)
Compartilhar
Exibir comentários
Ana Hickmann e Alexandre Correa estão se separando após uma denúncia de violência doméstica
Ana Hickmann e Alexandre Correa estão se separando após uma denúncia de violência doméstica
Foto: Reprodução

Ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, Alexandre Correa entrou com um pedido de recuperação judicial para a empresa Hickmann Serviços LTDA, da qual ele é sócio junto com ela. O pedido foi encaminhado para a Vara de Falência da Barra Funda, em São Paulo, nesta quinta-feira, 7.

No documento, ao qual o Terra teve acesso, Correa pede que a ação tenha valor de R$ 40 mihões, quantia superior às dívidas explicitadas por ele até o momento. O pedido de recuperação judicial não significa falência. Na verdade, é uma tentativa de evitar com que isso aconteça.

Segundo exposto na ação aberta por Correa, a recuperação pode se dar seguindo uma série de alternativas, como a concessão de prazos e condições especiais para pagamento de obrigações vencidas, redução salarial, entre outros. A Hickmann Serviços LTDA é alvo de processos abertos por instituições bancárias, que somam quase R$ 14,6 milhões em valores devidos.

Ana Hickmann: tudo sobre o caso da apresentadora Ana Hickmann: tudo sobre o caso da apresentadora

A ação também menciona a acusação de fraude, que foi feita por Ana Hickmann durante entrevista ao Domingo Espetacular. O documento diz que "não existe nenhum crime comprovado, somente alegações oriundas de um processo kafkiano".

No pedido de recuperação, Correa inseriu os balanços patrimoniais da empresa e disse que, em 2022, ela lucrou mais de R$ 8 milhões. O ex-marido de Ana Hickmann também acrescenta que o pedido de recuperação judicial seria para cumprir com as obrigações com os credores, mas que tanto ele quanto a ex-esposa teriam meios pessoais de sanar as dívidas da empresa.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade