PUBLICIDADE

Comentário de Pacificador sobre Batman incomodou a DC

14 jan 2022 19h24
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/HBO Max / Pipoca Moderna

O diretor e roteirista James Gunn se orgulha de nunca ter sofrido interferências da Marvel e da DC durante as produções de "Guardiões da Galáxia" e "O Esquadrão Suicida". Entretanto, quase sofreu censura no lançamento da série "O Pacificador", lançada nesta semana em streaming.

Num bate-papo no podcast TV's Top 5, do site The Hollywood Reporter, ele contou que um dos xingamentos proferidos pelo personagem vivido por John Cena deixou os executivos da DC Entertainment de cabelos em pé.

Segundo o cineasta, o estúdio quase barrou uma cena em que o Pacificador xinga o Batman.

"Eles não ficaram felizes com o diálogo em que ele chama o Batman de 'bi**a'", lembrou Gunn. "Eu disse a eles que o Pacificador falava coisas terríveis sobre vários outros heróis, muito piores do que isso. Aliás, o ponto dele sobre o Batman é o único que faz um mínimo de sentido dentro da lógica dele".

A cena acontece no quarto episódio, que será disponibilizado na próxima quinta (20/1). Nele, o Pacificador usa o insulto (em inglês, "pu**y") para indicar que Batman é covarde por não matar os seus inimigos.

"Todos os outros insultos dele são baseados em rumores que ele lê na internet, mas esse é baseado em algo de verdade, sobre o que ele tem uma opinião", disse Gunn.

Outros xingamentos do Pacificador incluem insinuar que Aquaman faz sexo com peixes e que Superman tem um fetiche com fezes. "Eu não sei porque ele chamar o Batman de 'bi**a' é pior do que essas coisas, você vai ter que perguntar à DC", concluiu o diretor.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade