3 eventos ao vivo
TV

Fábio Porchat defende politicamente correto no humor

Humorista estreia série 'Homens', que "fala sobre como o machismo também é ruim para os homens", na segunda-feira, 18

12 mar 2019
14h07
atualizado às 14h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Fábio Porchat em cena de 'Homens?' com Gabriel Louchard, Gabriel Godoy e Raphael Logam.
Fábio Porchat em cena de 'Homens?' com Gabriel Louchard, Gabriel Godoy e Raphael Logam.
Foto: Reprodução de 'Homens?' (2019) / Comedy Central / Estadão Conteúdo

Fábio Porchat falou sobre sua relação como humorista em relação a temas como o machismo e o "politicamente correto" em entrevista coletiva da série Homens?, da qual é protagonista e criador, nesta terça-feira, 12, em São Paulo.

"Não é só fazer a piada: é fazer a piada e parar pra pensar se aquela piada é assim mesmo, se quis dizer aquilo, o que quer dizer e onde tá atingindo. Acho isso ótimo. O tal do politicamente correto é bem-vindo, porque faz a gente pensar".

O humorista, porém, garante que não comete exageros e busca "fugir do didatismo": "A gente não quer 'lacrar'. A gente quer ser engraçado, fazer uma comédia que os homens se identifiquem, que as mulheres também descubram coisas dos homens e falem: 'Ah, então é assim'. É pra fazer rir."

"É uma série que fala sobre o machismo e como ele repercute para o homem. É um pouco 'o meu lugar de fala é esse'. A série fala muito sobre isso, como o machismo também é ruim para os homens".

"Como se trata de um assunto delicado, qualquer coisinha podia invalidar a série toda. Qualquer palavra, qualquer piada escrotinha, [que] é engraçada mas é 'bobalhuda', podia atrapalhar. A gente ficou atento aos detalhes justamente pra não escorregar", analisou.

Fábio também falou sobre a diversidade do elenco: "Eu queria que tivesse um cadeirante, e não queria que o cadeirante fosse negro. Aí seria muito 'a minoria da minoria', digamos assim. Queria que tivesse um cadeirante e um ator negro fazendo."

"A única coisa que eu não queria que tivesse entre os quatro amigos era um gay, porque queria falar desse mundo hétero. Os quatro héteros machistas. O gay já seria com certeza mais aberto", complementou.

A atriz Lorena Comparato, que vive a prostituta Tainá, também falou sobre o tema: "É uma série com quatro protagonistas homens, mas as dramaturgias de cada personagem são todas permeadas por mulheres. As mulheres geralmente trazem soluções para os problemas."

VEJA TAMBÉM: Politicamente incorretas: veja piadas dos Trapalhões que jamais seriam aceitas hoje em dia

Porchat também afirmou que a forma como a sociedade enxerga questões como o machismo hoje e em relação ao passado deve mudar. Ele também fez uma comparação com a dieta vegana, que é contra a exploração animal: "A gente come carne. Daqui a 50 anos, as pessoas vão olhar pra gente e achar que somos uns loucos, uns canibais."

Homens?

A série Homens? retrata um grupo de quatro amigos lidando com questões relativas ao universo masculino, partindo do momento em que o protagonista Alexandre (Fábio Porchat), assume sua impotência sexual diante do grupo.

Além de Fábio Porchat, o elenco de Homens? também conta com Gisele Itié (Cris), Miá Mello (Mari), Raphael Logam (Pedrinho), Gabriel Louchard (Pedro), Gabriel Godoy (Gustavo), Lorena Comparato (Tainá), Gisele Fróes (Simone) e Cintia Rosa (Dani).

Homens? estreia na próxima segunda-feira, 18, às 22h, no Comedy Central.

Confira outros trechos de divulgação da série Homens?:

Veja também:

TV Fuxico: Quem vai substituir Fábio Porchat? Saiba o nome do novo apresentador!

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade