PUBLICIDADE

Homofobia de psicólogo choca no Big Brother português

Comentarista chama participante de “bicha desocupada”, associa homossexuais à promiscuidade e diz que Parada Gay é “marcha da vergonha”

16 set 2021 09h35
| atualizado em 30/9/2021 às 11h24
ver comentários
Publicidade

Comentarista do Big Brother de Portugal, o psicólogo Quintino Aires foi afastado após declarações ofensivas e preconceituosas contra um participante gay do programa e os homossexuais em geral. A repercussão negativa deixou o canal TVI sob pressão para demiti-lo.

Os participantes gays e o competidor trans da nova temporada do Big Brother português
Os participantes gays e o competidor trans da nova temporada do Big Brother português
Foto: Divulgação/TVI

Em participação no Big Brother Extra, atração com análises sobre o reality show, ele disparou contra o arquiteto e ativista LGBTQIA+ Bruno Almeida, um dos competidores da edição iniciada no domingo (12).

Tempos atrás, o brother gerou manchetes na imprensa lusa ao fazer um discurso na Assembleia da República contra a discriminação de homossexuais que desejavam doar sangue. O psicólogo disse que Bruno é “um miúdo irresponsável, uma bicha desocupada a achar-se o herói”.

A militância de Bruno ajudou a derrubar, em março deste ano, a norma que aplicava a orientação sexual como exclusão para a doação de sangue em Portugal. Na prática, barrava os gays. Sem provas, Quintino Aires insinuou que o sangue dos homossexuais pode colocar a população em risco.

“Existe uma coisa grave: o fato de agora quem tem sexo com muita gente pode dar sangue ao fim de três meses, quando antes era preciso esperar seis. Preferia que se esperasse 1 ano. O serviço de sangue tem muito cuidado, mas (agora) vai aumentar o risco de precisarmos de uma transfusão”, afirmou.

O comentarista do Big Brother também falou mal da Parada Gay de Lisboa. “(Os homossexuais) continuam a querer mostrar a sua promiscuidade com a marcha da vergonha. Quando se faz a marcha, vão, na sua grande maioria, meio nus a lamberem-se todos. A seguir, aumenta o número de infeções e as instituições (de saúde) preparam-se para isso.”

Execrado, o psicólogo Quintino Aires dificilmente voltará a comentar o Big Brother no canal TVI
Execrado, o psicólogo Quintino Aires dificilmente voltará a comentar o Big Brother no canal TVI
Foto: Reprodução/TVI

Conforme informou o blog em post de segunda-feira (13), o Big Brother português é apresentado por dois comunicadores gays, Manuel Luís Goucha e Cláudio Ramos. Há três participantes LGBTs na casa: os também homossexuais Bruno e António, e o homem trans Lourenço. É a edição com maior diversidade em 21 anos do reality show em Portugal.

Horas após Quintino Aires lançar a polêmica, Bruno, sem saber o que aconteceu fora da casa, revelou a seus colegas de confinamento o que viveu certa vez ao tentar doar sangue. “A gaja virou-se para mim e disse: ‘Você é homossexual? Ah, sim, pode dar sangue, mas tem de ficar 1 ano em abstinência sexual’. E eu: ‘O quê? Mas eu fiz mal a alguém?’”, contou.

“Os homossexuais são as pessoas que mais se testam às DST (doenças sexualmente transmissíveis). Um heterossexual nem se lembra de ir fazer um teste, nós (gays) estamos constantemente a pensar no assunto.”

No Brasil, a restrição de doação de sangue por homossexuais caiu em maio de 2020 após decisão do Supremo Tribunal Federal. A maioria dos ministros da corte considerou inconstitucional e discriminatória a regra até então imposta pela Anvisa e o Ministério da Saúde.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Publicidade
Publicidade