0
TV

Gugu de volta ao SBT? Relembre a carreira e vida do apresentador

27 set 2013
11h49
atualizado às 13h36
  • separator
  • comentários

Gugu pode voltar para o SBT. Segundo informações da coluna Outro Canal, do jornal Folha de S. Paulo,  o apresentador, que deixou a Record em junho, estaria descansando para retornar aos sábados à noite para a programação. Diante dos rumores, que ainda destacam que ele entraria na emissora de forma gradativa, com especiais, relembramos a vida e carreira do comunicador. 

Antônio Augusto de Moraes Liberato, conhecido como Gugu Liberato, 54 anos, é descendente de portugueses. Ele nasceu em São Paulo e chegou a dar início a um curso de odontologia antes de se dedicar completamente à carreira artística.

Na adolescência, Gugu enviava cartas com sugestões de programas a Silvio Santos, caindo nas graças do dono do baú. Aos 14 anos, fez sua primeira aparição na TV ao participar de uma gincana. Já aos 15, conseguiu uma vaga de auxiliar de escritório na TVS (atual SBT), começando, então, uma parceria que duraria muitos anos.

Com o tempo, Gugu ganhou cada vez mais destaque na emissora, onde foi assistente de produção, repórter e redator, até comandar sua própria atração de filmes, Sessão Premiada, em 1981.

Um ano mais tarde, seu carisma perante o público lhe renderia um programa de auditório, Viva a Noite, apresentado ao vivo nas noites de sábado, tornando-se sucesso de audiência durante uma década (de 1982 a 1992). Em 1983, Gugu se formou em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Já no ano de 1984, ele lançou grupos musicais brasileiros como Dominó e Polegar, agregando a carreira de empresário e montando uma produtora (GGP) para a gravação de comerciais, programas e séries.

Em 1987, Gugu chegou a assinar contrato com a Globo, porém, desistiu da proposta após Silvio Santos pagar a multa por rescisão contratual e negociar sua liberação com a emissora carioca.

No SBT, o paulistano apresentou atrações como Passa ou Repassa (1988-1994), Cidade contra Cidade (1988), TV Animal (1989-1993), Corrida Maluca (1989-1991), Nações Unidas (1992-1993) e Sabadão Sertanejo (1991), entre outros, porém, foi sob o comando do programa Domingo Legal (1993-2009) que atingiu maior êxito na carreira televisiva, inventando quadros como Táxi do Gugu, Banheira do Gugu e De Volta para a Minha Terra.

Foi também no programa que protagonizou um dos momentos mais polêmicos de sua carreira, quando exibiu uma entrevista com dois supostos integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), chegando a prestar depoimento na delegacia sobre a matéria sensacionalista e fraudulenta.

Em julho de 2009, Gugu rompeu a parceria de longa data com Silvio Santos e assinou um contrato de oito anos com a Record, onde apresentou o Programa do Gugu.

Além de empresário e apresentador, Gugu Liberato também participou de vários filmes, como Xuxa e os Duendes (2001), O Noviço Rebelde (1997), Uma Escola Atrapalhada (1990), Os Trapalhões na Terra dos Monstros (1989), O Casamento dos Trapalhões (1988), Os Fantasmas Trapalhões (1987) e Padre Pedro e a Revolta das Crianças (1984).

No campo da música, Gugu ficou conhecido pelos sucessos Docinho, Docinho, Baile dos Passarinhos e Pintinho Amarelinho, além de lançar o CD Gugu Para Crianças, em 2002.

Gugu Liberato é pai de três filhos com a médica Rose Miriam Di Matteo: João Augusto, nascido em 2001, e as gêmeas Sofia e Marina, nascidas em 2003.

Em janeiro de 2013, Gugu criou um perfil na rede de compartilhamento de fotos Instagram. Em pouco tempo, ele reuniu vários seguidores e passou a dividir sua intimidade com os fãs. Na primeira imagem postada, o apresentador apareceu de sunga e foi parar nos Trending Topics do Twitter como um dos assuntos mais comentados da época.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade