3 eventos ao vivo
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Lucélia Santos convoca artistas contra o fascismo no Brasil

Atriz reafirma militância de esquerda ao se mudar para Portugal a fim de gravar novela no canal TVI

3 jul 2019
09h59
  • separator
  • 102
  • comentários

Aos 62 anos e longe das novelas desde 2006, Lucélia Santos encara novo desafio na carreira – e bem distante do Brasil.

Em junho, a atriz se mudou para Lisboa, onde começa a gravar nesta quinta-feira (4) a nova novela da TVI, criada por Rui Vilhena, autor de Boogie Oogie, exibida na Globo entre 2014 e 2015.

Para divulgar o novo trabalho, Lucélia e o parceiro de cena, Edwin Luisi, com quem fez par românico em Escrava Isaura (1976), estiveram no programa Você na TV!, da mesma emissora portuguesa que os contratou.

A atriz sugere que a falta de convites para fazer TV no Brasil está relacionada ao seu ativismo político
A atriz sugere que a falta de convites para fazer TV no Brasil está relacionada ao seu ativismo político
Foto: Reprodução/TVI

A situação política brasileira ocupou boa parte da entrevista. Militante de esquerda e ativista ambiental, a atriz não poupou críticas ao governo de Jair Bolsonaro.

“É o pior momento da história do Brasil desde a ditadura militar, sem qualquer dúvida. Um retrocesso civilizatório. Todo dia você acorda e acha que está vivendo um pesadelo que não passa”, afirmou. “A gente vive uma crise institucional e quase constitucional.”

Lucélia Santos acredita que os colegas de profissão devem se posicionar.

“Não acho que os atores têm que ter por obrigação uma posição social-política expressa, contanto que você tenha a sua própria consciência funcionando”, disse.

“Mas na medida em que nosso País está andando para esse lugar, que é o fascismo, aí cobro os artistas que se expressem. Não é mais uma questão de partidos, o que está em causa agora é a sobrevivência da democracia. Agora é hora de todo mundo sair da casinha e falar.”

Ao comentar a discrição de Edwin Luisi, que prefere não polemizar a respeito de política, a atriz sugeriu ter sido prejudicada na carreira por conta de seu ativismo. “Eu sei o que eu tenho sofrido por me expor.”

Seu último trabalho longo na teledramaturgia foi a temporada única da série Donas de Casa Desesperadas, na RedeTV. No ano anterior havia participado de Cidadão Brasileiro, na Record. Ela não faz novela na Globo desde 2001, quando interpretou a médica Jackie em Malhação.

Antes de assinar contrato com a TVI, a atriz se dedicava a projetos de teatro e cinema.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 102
  • comentários
publicidade