3 eventos ao vivo

Indicação de Andrea Beltrão ao Emmy por Hebe é 'cala a boca'

Atuação da atriz no filme e na minissérie exibida na Globo dividiu a opinião de amigos e fãs da saudosa apresentadora

24 set 2020
11h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

“Que gracinha”, diria Hebe Camargo ao saber da indicação de Andrea Beltrão na categoria Melhor Atriz do Emmy Internacional por ‘Hebe’, no ar às quintas-feiras, na Globo. A minissérie derivada do filme lançado em 2019 terá o penúltimo capítulo exibido esta noite.

Andrea Beltrão na sequência da estreia do programa de Hebe no SBT, em 1986: uma homenagem respeitosa à grande dama da televisão
Andrea Beltrão na sequência da estreia do programa de Hebe no SBT, em 1986: uma homenagem respeitosa à grande dama da televisão
Foto: Divulgação

A nomeação coloca a artista carioca, de 57 anos, ao lado de Grazi Massafera (indicada por ‘Verdades Secretas’ em 2016) e Fernanda Montenegro, primeira brasileira vencedora do prêmio graças à performance em Doce de Mãe, em 2013.

Beltrão concorre com Emma Bading, da Alemanha, Yeo Yann Yann, de Cingapura, e a vencedora de dois Oscars Glenda Jackson, do Reino Unido. Os vencedores nas 11 categorias do Emmy serão anunciados em 23 de novembro, em Nova York. Este ano, a Globo é um dos parceiros do evento de gala.

A interpretação de Hebe gerou elogios e ressalvas a Andrea Beltrão. Alguns amigos comentaram na imprensa não ter reconhecido a rainha do sofá na obra dirigida por Maurício Farias. A carioquice da atriz teria sido um dos empecilhos, ainda que tenha neutralizado a maior parte de seu sotaque.

Desde o anúncio do projeto, Beltrão disse não se achar parecida com Hebe. Mas seu trabalho de composição física — especialmente os gestos e as expressões faciais — a aproximaram da grande estrela da TV, morta aos 83 anos, de câncer no peritônio, em setembro de 2012. O jeito de franzir a testa e piscar os olhos, por exemplo, ficaram idênticos.

Importante destacar que uma interpretação não é uma imitação. Não se deve cobrar perfeição na aparência e na oralidade. Fundamental identificar a alma do homenageado e, mais subjetivamente, as intenções do ator. Andrea Beltrão apresenta um trabalho digno e interessante de ser visto. A merecida indicação ao Emmy faria a inesquecível e inigualável Hebe Camargo pedir uma ‘cervejota’ para comemorar.

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade