1 evento ao vivo

Globo: média de 493 milhões anuais de publicidade do governo

Comunicado da emissora contesta os “bilhões” citados por Bolsonaro no ‘JN’

30 ago 2018
11h29
atualizado às 11h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em 30 de junho de 2015, o jornalista Fernando Rodrigues assinou matéria no UOL com o seguinte título: ‘TV Globo recebeu R$ 6,2 bilhões de publicidade federal com PT no Planalto’.

O cálculo se baseou em dados oficiais fornecidos pela Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), após pedido baseado na Lei de Acesso à Informação.

Na tabela inserida na matéria (reproduzida abaixo) há o total de verba publicitária repassada do governo federal à TV Globo entre 2000 e 2014: pouco acima de 7 bilhões e 400 milhões de reais.

Tabela de gastos do governo com publicidade na Globo, Record e SBT entre 2000 e 2014
Tabela de gastos do governo com publicidade na Globo, Record e SBT entre 2000 e 2014
Foto: Reprodução

A divisão deste valor no período pesquisado gera a média anual de 493 milhões de reais de verba publicitária da União à emissora da família Marinho.

Naqueles mesmos 15 anos, a Record recebeu em média 144 milhões. O SBT, 136 milhões. À Band foram repassados 89 milhões. Para a RedeTV!, 32 milhões.

A questão do dinheiro público investido em comerciais na TV Globo virou polêmica na entrevista de Jair Bolsonaro no Jornal Nacional, na terça-feira (28).

Bolsonaro falou em “bilhões” do governo à Globo sem especificar o período de seu cálculo
Bolsonaro falou em “bilhões” do governo à Globo sem especificar o período de seu cálculo
Foto: João Cotta/TV Globo / Divulgação

Em um dos embates com Renata Vasconcellos, o presidenciável comentou a respeito do faturamento do canal e do salário da âncora: “Você vive em grande parte, aqui, com recursos da União. São bilhões que o Sistema Globo recebe de recursos da propaganda oficial do governo.”

Na edição de ontem, o minuto final do JN foi reservado a um comunicado oficial da cúpula da emissora. A leitura foi feita por William Bonner, apresentador e editor-chefe do telejornal.

“Em relação a declarações do candidato Jair Bolsonaro ontem, na entrevista aqui ao Jornal Nacional, a TV Globo divulgou uma nota que eu vou ler a partir de agora. “O candidato Jair Bolsonaro, do PSL, afirmou que a TV Globo recebe bilhões de recursos da propaganda oficial do governo. É uma informação absolutamente falsa. A propaganda oficial do governo federal e de suas empresas estatais corresponde a menos de 4% das receitas publicitárias e nem remotamente chega à casa do bilhão. Os anunciantes privados ou públicos reconhecem na TV Globo uma programação de qualidade, prestigiada por enorme audiência e, por isso, se valem dela para levar ao público mensagens sobre seus produtos e serviços. Fazemos esse esclarecimento por apreço à verdade, ao nosso público e aos nosso anunciantes.”

Bonner e Renata na bancada do ‘JN’: Globo nega ser privilegiada em relação à verba publicitária federal
Bonner e Renata na bancada do ‘JN’: Globo nega ser privilegiada em relação à verba publicitária federal
Foto: Facebook @jornalnacional / Reprodução

De acordo com o portal Meio e Mensagem, especializado no mercado publicitário, a TV Globo (juntamente com o portal G1) faturou 9,7 bilhões de reais em 2017.

Pelo teor da nota lida no Jornal Nacional, a fatia de verba do governo federal teria sido de menos de 400 milhões de reais no ano passado, quando a União gastou 795 milhões com publicidade, segundo levantamento da Agência Contas Abertas.

Ainda que o dinheiro público represente fração pequena do faturamento da TV Globo, impressiona a verba que o governo direciona à emissora: metade de todo o dinheiro investido em ações publicitárias.
 

Veja também:

Top Político: Bolsonaro contesta candidatura de Lula no TSE

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade