1 evento ao vivo

Ex-esposa rejeitada pode ser vilã que falta a 'Amor de Mãe'

Novela carece de um antagonista capaz de fazer o telespectador torcer contra ou a favor

4 jan 2020
11h29
atualizado em 6/1/2020 às 10h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal, sentenciou o filósofo alemão Friedrich Nietzsche. Estar além não significa conseguir a dispensa do julgamento moral. Cedo ou tarde, quem ama de maneira inconsequente vai parar no banco dos réus. É o que acontecerá com Leila (Arieta Corrêa) em Amor de Mãe.

Após oito anos em coma, ela acordou. O marido exemplar, Magno (Juliano Cazarré), apaixonou-se por Betina (Isis Valverde), a dedicada enfermeira que sempre cuidou da paciente inerte. Restou a Leila aceitar ser hóspede indesejada na casa que um dia foi dela. Mas a ex-esposa não é conformista. Está disposta a jogar sujo para afastar a rival e tentar reconquistar o homem de sua vida.

Leila (Arieta Corrêa) se finge de songamonga para preparar o bote contra a adversária Betina (Isis Valverde)
Leila (Arieta Corrêa) se finge de songamonga para preparar o bote contra a adversária Betina (Isis Valverde)
Foto: João Cotta / TV Globo/Divulgação

Dissimulada, finge fragilidade excessiva. Tenta amolecer o coração de Magno com o golpe da pobre doente. Betina já sabe se tratar de armação. Em breve, o marido abnegado também vai descobrir a verdade. Ao ser desmascarada por todos, Leila terá a chance de assumir um posto vago em Amor de Mãe: o da vilania explícita.

A novela de Manuela Dias tem um mau caráter assumido, Álvaro (Irandhir Santos). Trata-se de um magnata da corrupção sem nenhum pudor em destruir o meio ambiente para conseguir lucro maior nos negócios.

Essa trama de fundo ecológico está em sintonia com a atual luta pela preservação da natureza, mas é sacal, não envolve nem empolga o público. Falta a Álvaro o charme cafajeste e o humor ácido dos grandes malvados da teledramaturgia. É um vilão insosso, esquecível.

Magno e Betina formam o casal mais verossímil, romântico e sensual de Amor de Mãe. Suas juras de paixão e as cenas de sexo estão entre os melhores momentos da novela. Com isso, a maquiavélica Leila, obcecada em acabar com essa história feliz, ganha potencial para ser a vilã que Amor de Mãe tanto precisa para mexer com o telespectador. Até agora, o folhetim produz repercussão morna no Ibope, nas redes sociais e no boca a boca.

Um antagonista maléfico com atrativos tira o noveleiro da letargia. Alguns até ganham a torcida do público. Entre as mulheres amarguradas por conta do desamor, como Leila, estão as memoráveis Cristina (Flávia Alessandra) de Alma Gêmea, Violante (Drica Moraes) de Xica da Silva, Flora (Patrícia Pillar) de A Favorita, Laurinha Figueiroa (Glória Menezes) de Rainha da Sucata e Perpétua (Joana Fomm) de Tieta. Todas foram destaque absoluto em sua respectiva trama e deliciosamente odiadas pelo público de casa.

Com tantas personagens em sofrimento físico e emocional, Amor de Mãe precisa de uma mulher má e gélida para chacoalhar a narrativa. Tomara que a falsa frágil Leila levante logo daquela cadeira e promova um pandemônio a fim de deixar a novela mais palpitante.

Veja também

José Loreto e DJ Bruna Lennon trocaram beijos em réveillon no litoral da Bahia

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade