0

Avó de 41 anos xingada por vender nudes: “Inveja e machismo”

Americana Alice Vasquez criou ‘negócio sexy’ na internet após perder renda por conta da pandemia

12 nov 2020
10h45
atualizado às 10h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os nativos em inglês criaram um termo para designar a mulher que é muito jovem e sensual para ser chamada de vovó. Trata-se de ‘glamma’, mistura de ‘glamorous’ (glamourosa) com ‘grandma’, diminutivo de ‘grandmother’ (avó). É assim que a norte-americana Alice Vasquez se define. Ela foi mãe aos 16 anos e avó aos 32. Hoje, aos 41, tem três netos e milhares de fãs nas redes sociais, além de numerosos ‘odiadores’.

Alice Vasquez fez da própria imagem uma fonte de renda na internet
Alice Vasquez fez da própria imagem uma fonte de renda na internet
Foto: Reprodução

Nos últimos anos, a avó-gata apareceu várias vezes na mídia dos Estados Unidos e da Europa, sempre elogiada por sua beleza e boa forma. As matérias do momento destacam os ataques virtuais que ela passou a sofrer após a revelação de que tem um perfil em uma famosa plataforma de venda de conteúdo erótico. Os pagantes têm acesso a fotos e vídeos sensuais da vovó-musa.

Ao jornal britânico ‘Daily Star’, Alice Vasquez explicou a entrada nesse universo tão polêmico quanto curioso. “A pandemia afetou a minha empresa de coaching de lifestyle e me vi obrigada a procurar outra fonte de renda”, disse. “Ficar em casa sem ganhar dinheiro não é meu estilo. Sou empreendedora.”

No Instagram, ela é alvo de conservadores e ganhou inúmeros ‘haters’. Muitas críticas partiram de mulheres indignadas com o novo ganha-pão da professora de yoga e meditação. Denúncias fizeram sua conta ser bloqueada algumas vezes depois de postar fotos vestindo maiô e biquíni a fim de divulgar sua página direcionada a assinantes maiores de 18 anos.

A vovó-diva em fotos promocionais e brincando com os três netos
A vovó-diva em fotos promocionais e brincando com os três netos
Foto: Reprodução

“As pessoas adoram odiar qualquer mulher que tente se promover dessa maneira”, afirma. Alice enxerga “inveja” e “machismo” em quem a insulta e tenta prejudicá-la. “Meus verdadeiros fãs me apoiam”, conta. “Recebo muitas mensagens de agradecimento pela motivação que dou aos outros. Minha vida inspira, então fico feliz.”

Em todas as redes sociais e em aplicativos de vídeos como o TikTok se nota preconceito contra mulheres que exibem sua sensualidade sem pudor. A situação piora com as que passaram dos 40 anos e exibem silhueta fora do padrão visto pela sociedade como ‘ideal’. Tornam-se alvo de comentários recheados de ageísmo, a discriminação relacionada à idade.

Veja também:

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade