1 evento ao vivo

Príncipe Charles inaugura estátua de Shakespeare em Cuba

Sua visita de três dias visa fortalecer os laços entre o Reino Unido e Cuba como parte de uma normalização mais ampla de relações com a ilha

25 mar 2019
19h30
atualizado às 19h38
  • separator
  • 0
  • comentários

O príncipe Charles inaugurou nesta segunda-feira uma estátua do dramaturgo inglês William Shakespeare no coração do centro colonial restaurado de Havana, como parte da primeira visita oficial de um membro da realeza britânica à comunista Cuba.

Príncipe Charles conversa com cubanos em Havana
25/03/2019 Jane Barlow/Pool via REUTERS
Príncipe Charles conversa com cubanos em Havana 25/03/2019 Jane Barlow/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

O príncipe de Gales e sua mulher Camilla foram guiados pela cidade por Eusebio Leal, um historiador amplamente reconhecido por supervisionar a restauração do centro histórico da capital cubana.

Usando óculos escuros para se proteger do forte sol caribenho, o herdeiro de 70 anos do trono britânico parou para conversar com turistas e cubanos durante seu passeio.

Sua visita de três dias visa fortalecer os laços entre o Reino Unido e Cuba como parte de uma normalização mais ampla das relações da ilha com o Ocidente, embora o governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenha tentado desfazer uma trégua entre Cuba e os EUA.

"Ele me disse que a melhor coisa do meu estabelecimento era o ar-condicionado", brincou Josefina Hernández, de 58 anos, que administra uma barbearia privada em Havana Velha que Charles parou para visitar, sentando em uma das antigas cadeiras giratórias de couro vermelho.

"Eu nunca imaginaria que um príncipe seria tão pé no chão, e que ele escolheria um lugar tão humilde para sentar e conversar. Ele disse que ele tinha acabado de cortar seu cabelo, então não precisava de um outro corte."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade