PUBLICIDADE

Sid Vicious é eleito o rockstar mais controverso da história

16 mar 2009 15h07
| atualizado em 21/6/2018 às 11h21
Publicidade

Morto por uma overdose de heroína em 1979, depois de ser acusado de matar a namorada, Sid Vicious foi eleito em uma pesquisa o roqueiro mais controverso da história da música.

Sid, na época baixista do Sex Pistols, era famoso pelo estilo de vida desregrado e por ter se tornado um dos ícones do punk. No palco, o músico, também conhecido por tocar muito mal, se cortava com cacos de vidro e tocava mesmo sangrando. Para Richard Wheeler, do site Orange.co.uk, que organizou a pesquisa, estes ícones ainda são referência nos dias de hoje.

"Ainda há figurinhas no rock and roll e é claro que os artistas atuais ainda precisam fazer muita coisa para tirá-las de seus postos. Essas reputações duram muito, principalmente quando você morde a cabeça de um morcego no palco", disse em referência ao episódio de Ozzy Osbourne, segundo colocado na lista.

Na lista também estão nomes como Keith Richards, Michael Jackson e Madonna. O guitarrista do Rolling Stones, que já foi preso em um aeroporto com drogas suficientes para ser acusado de tráfico internacional, sempre se envolveu em confusão. Em 2006, quando estava de férias, o músico caiu de um coqueiro e deu um susto nos fãs da banda ao ser internado no hospital.

Já Michael Jackson, que tentará retomar sua carreira com shows em julho, este envolvido em diversas polêmicas incluindo acusações de pedofilia e inúmeros casos de supostas doenças que estaria sofrendo.

Da nova geração, quem garantiu lugar entre os dez primeiros foi a dupla britânica Amy Winehouse e Pete Doherty. Famosos por bebedeiras e declarações polêmicas, os dois já estamparam diversas capas de tablóides no Reino Unido por seu comportamento festeiro.

Confira a lista:
1. Sid Vicious
2. Ozzy Osbourne
3. Keith Richards
4. Amy Winehouse
5. Michael Jackson
6. Marilyn Manson
7. Pete Doherty
8. Britney Spears
9. Courtney Love
10. Madonna

Fonte: Redação Terra
Publicidade