PUBLICIDADE

Rock in Rio lamenta morte da lenda do soul Charles Bradley

Lenda do Soul era uma das atrações da edição deste ano, mas cancelou turnê após ser diagnosticado com um câncer no fígado

23 set 2017 18h31
| atualizado às 20h49
ver comentários
Publicidade
Aos 68 anos, Charles Bradley não resistiu a um câncer no fígado e morreu neste sábado
Aos 68 anos, Charles Bradley não resistiu a um câncer no fígado e morreu neste sábado
Foto: Facebook / Reprodução

Em postagem nas redes sociais, o Rock in Rio lamentou o falecimento do cantor Charles Bradley, que não resistiu a um câncer no fígado e morreu neste sábado, aos 68 anos. Lenda do Soul, ele se apresentaria no último dia 16 de setembro, no Palco Sunset, mas o show foi cancelado no dia 6 deste mês, quando a doença foi descoberta. 

"Lenda do soul americano, Charles Bradley viveu a música intensamente. Incansável, viu sua carreira decolar após os 60 anos de idade. Dono de uma voz e de um swing incomparáveis, Bradley se tornou um símbolo de perseverança e de determinação. Assim como ele, acreditamos na música como instrumento de alegria, de paz e de realização de sonhos. A lenda se vai, a música fica. Descanse em paz, Mr. Bradley!", postou o festival, em sua página oficial no Facebook.

 

O anúncio da morte foi feito pelas redes sociais do próprio cantor: "É com um coração pesado que anunciamos o falecimento de Charles Bradley. O Sr. Bradley ficou muito grato por todo o amor que recebeu dos seus fãs e esperamos que a sua mensagem de amor seja lembrada e levada a cabo. Obrigado pelos vossos pensamentos e orações durante este momento difícil". Ele foi diagnosticado com um câncer no estômago no ano passado, mas conseguiu se recuperar. No início deste mês, no entanto, houve o anúncio de um novo câncer, que o levou a cancelar a turnê para tratar da doença.

Nascido em Miami, Charles Bradley teve infância pobre e construiu longa carreira como músico, chegando a ser cover de James Brown. Ele conseguiu lançar seu primeiro disco solo somente em 2011, já aos 62 anos: No time for dreaming. No ano seguinte, foi protagonista do documentário Soul of America. Em 2013, lançou Victim of Love. No ano passado, veio o terceiro e derradeiro álbum: Change.

 

Fonte: ED
Publicidade
Publicidade