PUBLICIDADE

Quais são os estilos de blues mais influentes?

O blues tem como bases os 12 compassos, turnaround, shuffle, escala pentatônica com blue notes, entre outras. Porém, a sonoridade desse centenário tipo de música varia muito de uma região para outra, ou seja, há diversos estilos de blues. Nesse sentido, todos eles assumem bordagens musicais peculiares. Neste post, você vai aprender um pouco mais […] The post Quais são os estilos de blues mais influentes? appeared first on Cifra Club.

28 out 2021 09h08
| atualizado às 10h08
ver comentários
Publicidade

O blues tem como bases os 12 compassos, turnaround, shuffle, escala pentatônica com blue notes, entre outras. Porém, a sonoridade desse centenário tipo de música varia muito de uma região para outra, ou seja, há diversos estilos de blues. Nesse sentido, todos eles assumem bordagens musicais peculiares. 

Buddy Guy e Christone "Kingfish" Ingram, ícones em seus estilos de blues
Buddy Guy e Christone "Kingfish" Ingram, ícones em seus estilos de blues
Foto: Cifra Club

Neste post, você vai aprender um pouco mais sobre essa diversidade musical blueseira. Veja só os tipos de blues que você vai conhecer neste artigo:

  • Chicago blues;
  • Delta Blues;
  • Country Blues;
  • Blues-rock;
  • Texas blues;
  • West Coast Blues;
  • Louisiana blues.

7 estilos de blues influentes

É sabido que o blues tem origem africana e, assim como o samba, tem suas raízes no processo de escravização dos negros. Aliás, o estilo surgiu exatamente como um canto de lamento dos trabalhadores negros nos campos de algodão no Sul dos Estados Unidos. 

No entanto, na passagem do século XIX pro XX, o gênero foi incorporando elementos da música popular norte-americana, como o folk e o country. Além disso, esses hibridismos aconteciam de forma particular e em diferentes níveis em cada região. 

E são essas variações regionais que justificam a forma ramificada com que esse gênero musical foi se desenvolvendo. Dessa forma, os estilos de que falaremos aqui são alguns dos mais representativos, no entanto, não pense neles de forma engessada. Em outras palavras, lembre-se de que vários artistas transitaram entre vários estilos de blues.

Delta Blues

Foi no Sul do Mississipi que surgiu esse subgênero de blues. Por isso, ele é também conhecido como Mississipi Blues. Aliás, essa terra é o lugar de nascimento desse tipo de som, já que as primeiras gravações (e estamos falando da década de 1920) são de artistas de lá.

De toda forma, o Delta Blues acabou ficando caracterizado pelo som acústico e, sobretudo, por arranjos com afinações abertas. Outro elemento importante para essa sonoridade é o slide, acessório importante para violão e guitarra. Ademais, o esses bluesmans são conhecidos por cantarem de forma visceral e energética.

Não poderíamos deixar de falar que o lendário Robert Johnson é cria do Delta Blues. De acordo com a cultura popular, Johnson vendeu a alma ao diabo, numa encruzilhada, e tornou-se virtuose no violão da noite para o dia. Essa história, inclusive, inspirou o filme Crossroads, obrigatório para quem curte blues. 

E pra gente não ficar só na conversa, dê o play nessa incrível releitura de Walking Blues, clássico de Johnson.

Chicago Blues

Em suma, o blues made in Chicago é basicamente o som do Delta em um formato elétrico: baixo, bateria, piano, harmônica, sax e guitarra. 

Poderíamos falar em uma evolução do estilo aqui, pois o som amplificado passou a ser uma realidade tecnológica daquelas décadas, 1940 e 1950. Portanto, naturalmente, o blues acompanhou essa tendência. 

Ao mesmo tempo, o blues de Chicago se caracteriza por ser de uma cultura mais urbana. Ou seja, passa a ser o som dos pubs e da boemia intelectual dos grandes centros. E é nesse contexto que a estrela do grande Muddy Waters começa a brilhar.

Posteriormente, a partir dos anos 1960, bluesmans como Buddy Guy, T-Bone Walker e B. B. King ajudaram a espalhar a palavra do blues de Chicago ao redor do mundo. E eles fizeram isso incorporando elementos do Rhythm Blues ao som, deixando-o mais dançante. 

Ouça Champagne & Reefer, do mestre Muddy Waters, pra sentir o feeling desse estilo de blues.

Country Blues

Musicalmente falando, o Country Blues dá certa ênfase às vozes femininas. Além disso, ele tem uma pegada de dedilhados mais rápidos e ritmados, ao estilo bluegrass. É possível também, em algumas gravações do gênero, verificar a presença do lap steel, instrumento mais comum no country.

Do mesmo modo, outro elemento interessante nesse estilo de blues são as levadas mais pontuadas pelo compasso 4/4. Ou seja, estamos falando de um ritmo menos quebrado que o blues tradicional de 12 compassos. 

Ah… outro astro desse rolê do Country Blues é o John Lee Hooker, também chamado "O Rei do Boogie. Em síntese, o ritmo mais reto e alegre do country meio que deu ao blues um aspecto menos de lamento e mais de celebração.

Pra ilustrar bem isso, veja Hooker e sua banda colocando a galera pra dançar com I'm Leaving Baby.

Blues-Rock

E por falar em celebração, a intersecção da encruzilhada musical entre o blues e o rock é uma verdadeira festa. Estamos falando de um estilo baseado nos clichês guitarrísticos do blues, mas com ênfase na veia elétrica e, principalmente, na improvisação.

Essa simbiose do blues e do rock foi onipresente nos anos 1950 e 1960. Naquela época, grupos como os Stones, Cream e o guitar hero Jimmy Hendrix exploravam à vontade as fronteiras entre um gênero e o outro.

Deixamos você com ninguém menos que Jimmy Hendrix. Confira a performance de um dos Blues-Rock mais inspirados do cara, o clássico Red House.

Texas Blues

Antes de mais nada… Stevie Ray Vaughan, esse foi o rei do Texas Blues, sem sombra de dúvida! 

O blues do Texas tem suas origens nas primeiras décadas do século XX. No entanto, seu alcance e relevância alcançaram artistas mais ou menos contemporâneos no mainstream da música pop, como Vaughan e ZZ Top.

Entre os estilos de blues, o texano é um dos heterogêneos, isto é, incorpora diversas influências. O elemento mais notável aqui, no entanto, é a influência da swing music. Então, a parte rítmica dentro dessa vertente tem um tempero especial.

E para não ficar só nas estrelas mais recentes, poderíamos citar entre os pais fundadores do Texas Blues, grandes bluesmans como T-Bone Walker e Albert Collins

Confira Pride And Joy, um dos grandes hinos do Texas Blues.

West Coast Blues

O blues da Costa Oeste vem da Califórnia e é bastante baseado em levadas de piano. Afinal, trata-se de um estilo mais urbano e sofisticado e bastante ligado ao Jazz. 

Assim ele tem uma estética mais big band e a incorporação de elementos do bebop e da improvisação jazzística estão aí. Em um primeiro momento, poderíamos destacar a obra de Charles Brown como um dos principais expoentes do estilo, ainda nos anos 1940. 

Aliás, se liga nessa lenda tocando seu piano, em 1991. 

Louisiana Blues 

O blues do Louisiana é a convergência do estilo. O rio Mississipe atravessa o estado, que se localiza no extremo sul dos EUA. Logo, o sentimento que anima os acordes e compassos do estilo estão impregnados na cultura local.

Ouvindo de primeira, o blues do Louisiana lembra bastante o rockabilly. Principalmente pelo uso de eco nas guitarras, o que ficou conhecido na época como "Swamp Blues". Além disso, a incorporação de elementos do gospel de do country também são elementos que distinguem o estilo. 

Ao ouvir as gravações seminais desse estilo, você pode sacar nitidamente o que motivou artistas como Chuck Berry a fazerem história. Dê o play, e tire suas conclusões:

Curtiu essa viagem pelos estilos de blues? Então, não deixe de compartilhar o post com a galera! Assim você aplica seus amigos na história desse que é um dos principais pilares da música popular do último século! Massa, né?

The post Quais são os estilos de blues mais influentes? appeared first on Cifra Club.

Cifra Club
Publicidade
Publicidade