PUBLICIDADE

Legião Urbana: discografia da banda registra mais de 7,5 bilhões de streams

2 abr 2024 - 13h18
(atualizado às 13h45)
Compartilhar
Exibir comentários

Um dos grandes nomes da história do rock nacional, a Legião Urbana conta com uma grande performance no ambiente digital. De acordo com informações da Universal Music, a banda formada pelo saudoso Renato Russo (1960-1996), Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos registrou mais de 7,5 bilhões de streams combinados em áudio e vídeo de sua discografia.

Além disso, a Legião Urbana é o único grupo de rock brasileiro dos anos 1980 que emplacou mais de uma música no chart TOP 200 do Spotify Brasil. São elas: Será (1984) e Tempo Perdido (1986).

Foto: Reprodução / Spotify / The Music Journal

Ao todo, a lendária banda brasiliense conta com mais de 4,6 milhões de ouvintes mensais no Spotify, além de 6,1 milhões de seguidores na plataforma. E na Apple Music, este sucesso se repete, onde a Legião conta com 15 faixas no TOP 100.

No YouTube, a Legião Urbana contabiliza mais de 1 bilhão de views.

Nascido no Rio de Janeiro em 27 de março de 1960, Renato Russo começou sua carreira no então emergente cenário rock de Brasília (DF), onde viveu parte de sua adolescência e formou sua primeira banda, o Aborto Elétrico, em 1979. Em 1982, Renato saiu do grupo e fez alguns trabalhos solos, ficando conhecido nessa época como O Trovador Solitário.

No mesmo ano de 1982 nascia a Legião Urbana, inicialmente formada pelo vocalista e baixista Renato Russo, o baterista Marcelo Bonfá, os guitarristas Eduardo Paraná (hoje conhecido como Kadu Lambach) e Paulo "Paulista" Guimarães, além de Ico Ouro Preto (irmão de Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial), que também tocou guitarra em alguns shows no início da banda.

Em 1983, Paulista e Paraná deixam a formação original da Legião e Dado Villa-Lobos assume como guitarrista. Em 1984, pouco antes de a banda gravar seu primeiro álbum, já como contratada pela EMI, o músico Renato Rocha (1961-2015), o "Negrete", passa a integrar a banda como baixista, posição que inicialmente era ocupada pelo próprio Renato Russo.

À frente da Legião Urbana, Renato Russo gravou e lançou o total de sete álbuns: Legião Urbana (1984), Dois (1986), Que País é Este? (1987), As Quatro Estações (1989), V (1991), O Descobrimento do Brasil (1993) e A Tempestade (1996). Foram ainda lançados dois discos póstumos da banda, Uma Outra Estação (1997) e a compilação Mais do Mesmo (1998). Toda esta discografia está no catálogo da Universal Music, sob o selo da EMI.

A discografia solo de Renato Russo também ganhou outros quatro álbuns póstumos: The Stone Wall Celebration Concert (1994), Equilíbrio Distante (1995), O Último Solo (1997) e Renato Russo Presente (2003).

Mesmo ainda atuante na banda, Renato Russo iniciou sua carreira solo em 1993. No ano seguinte, ele lançou seu primeiro álbum, The Stonewall Celebration Concert. Interpretado totalmente em inglês, o título do disco faz referência ao bar nova-iorquino onde gays se rebelaram contra a ação da polícia, em 1969. Em seguida, Renato apresentou o disco Equilíbrio Distante (1995), um projeto em homenagem à sua família no qual ele interpretava canções italianas.

Em outubro de 1996, aos 36 anos, Renato Russo sai de cena, por consequências do contágio pelo vírus HIV, deixando órfã uma imensa legião de fãs.

"Renato Russo é um gênio eterno e sua obra espetacular continuará a encantar muitas gerações futuras. O catálogo da Legião Urbana é a celebração eterna da Universal Music com os fãs da banda e do Renato", afirma Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade