PUBLICIDADE

Bauducco cancela campanha após irmão de Emicida apontar plágio em canção com Juliette e Duda Beat

Evandro Fióti alegou semelhanças na faixa das cantoras, 'Magia Amarela', e o projeto 'Amarelo' do rapper

18 out 2023 - 17h35
(atualizado às 22h17)
Compartilhar
Exibir comentários
Duda Beat e Juliette / Emicida
Duda Beat e Juliette / Emicida
Foto: Divulgação/Rodamoinho Records/Reprodução/Jef Delgado / Estadão

Após acusações de plágio, a Bauducco cancelou a campanha Magia Amarela, com Juliette e Duda Beat. A informação foi anunciada nesta quarta-feira, 18, pela marca e a agência responsável pela ação, Galeria:

    "Diante de questionamentos sobre o projeto e sobre as cantoras, a Bauducco decidiu cancelar a campanha e seguirá dialogando com os artistas envolvidos, pelos quais manifesta total respeito e admiração. Em novas oportunidades, a marca voltará a celebrar sua cor icônica e sua mensagem de união".

    A marca alegou que o objetivo da campanha era "celebrar o amarelo característico da sua identidade visual (...) além de unir conceitos também historicamente propagados: família, união". Sobre a semelhança da tipografia do projeto, a Bauducco alegou que a mesma já é usada pela marca nas embalagens e redes sociais.

    "A escolha das cantoras Juliette e Duda Beat refletiu o propósito da campanha: são duas artistas que já tinham uma amizade e formam 'uma família' com base nos laços de afeto, de afinidade e da arte. É importante ressaltar que a participação das cantoras se restringiu à interpretação da música-tema, sem vínculo com a criação da campanha", completou.

    Entenda o caso

    Magia Amarela, foi lançada na noite da última terça-feira, 17. Imediatamente, já foi motivo de polêmica nas redes sociais - sendo acusada de plágio.

    A semelhança do single com AmarElo, álbum e projeto audiovisual de Emicida, se tornou tópico durante a madrugada. Evandro Fióti alegou que o trabalho foi "roubado conceitualmente". Na manhã desta quarta-feira, 18 a equipe de Juliette informou que a faixa fazia parte de uma campanha publicitária.

    Horas depois, Duda Beat e sua equipe também se pronunciaram. A cantora alega que não teve participação na criação artística da música e que foi apenas contratada pela marca como uma das intérpretes da canção.

    "Desde o primeiro contato entre agência e escritório da artista, ainda na fase de negociação, o nome de Felipe Vassão (um dos autores do projeto musical e da canção AmarElo) estava citado no escopo da campanha como autor da faixa comercial (que ainda não existia e nem tinha o nome de Magia Amarela)". De acordo com a equipe de Duda, ela não foi avisado sobre a exclusão do nome de Vassão na autoria do projeto.

    A cantora apagou o comunicado minutos depois de postar, mas ainda não deu outra explicação oficial.

    Citado no pronunciamento de Duda, Vassão publicou em suas redes sociais, muito brevemente, sobre o caso. "Não tenho nenhum envolvimento com a nova música Magia Amarela, da Juliette e Duda Beat", escreveu.

    Em suas redes sociais, Evandro comentou que os responsáveis pela publicidade haviam procurado a equipe de Emicida. "Essa marca negociou com a gente", disse Fióti na live. "A gente não chegou em um acordo, por cronograma, prazo e questões financeiras. A verba que eles tinham não justificava a entrega que a gente tinha que fazer".

    Nesta quarta-feira, 18, ele mostrou em suas redes sociais que se trata de uma campanha da Bauducco. "Sabe apropriação e tudo aquilo que a gente discursa sobre ética?", escreveu Fióti. "Então, esse mercado tem bem pouco. Sem criticar as artistas, que inclusive admiro. Mas nosso jurídico vai trabalhar".

    Estadão
    Compartilhar
    Publicidade
    Publicidade