1 evento ao vivo

Lançamento de "007 - Sem Tempo Para Morrer" volta a ser adiado por pandemia

22 jan 2021
10h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O lançamento global do novo filme de James Bond, "007 - Sem Tempo Para Morrer", foi adiado de abril para outubro, disseram os produtores na quinta-feira, em outro revés para as salas de cinema que tentam se recuperar dos graves impactos da pandemia de coronavírus.

Ator Daniel Craig durante estreia de filme da franquia 007 em Londres
26/10/2015
REUTERS/Luke MacGregor
Ator Daniel Craig durante estreia de filme da franquia 007 em Londres 26/10/2015 REUTERS/Luke MacGregor
Foto: Reuters

A nova data de estreia do filme é 8 de outubro, de acordo com um anúncio no site de James Bond e em sua conta de Twitter.

Originalmente, "Sem Tempo Para Morrer" deveria ter chegado aos telões em abril de 2020, tendo sido adiado para novembro de 2020 e depois para abril de 2021.

O filme, que custou estimados 200 milhões de dólares, é o último do ator Daniel Craig como o agente 007.

Donos de cinema estavam torcendo para que o título desse início à volta do público. A pandemia devastou a indústria cinematográfica em 2020 --nos Estados Unidos e no Canadá, a venda de ingressos caiu 80%, o que prejudicou cinemas independentes e grandes redes, como AMC Entertainment, Cineworld e Cinemark Holdings.

Como o vírus continua se disseminando em várias áreas, inclusive no mercado crucial de Los Angeles, os estúdios de Hollywood parecem relutantes em enviar seus maiores filmes para os cinemas. Muitas salas estão fechadas, e as que estão abertas cumprem limites rígidos de público para permitir o distanciamento social.

A franquia James Bond é uma das mais lucrativas da indústria. "007 Contra Spectre" rendeu 880 milhões de dólares nas bilheterias de todo o mundo, e "007 - Operação Skyfall" arrecadou mais de 1 bilhão em 2012.

Veja também:

BBB 21: veja os 10 melhores memes
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade