2 eventos ao vivo

Meghan pede 1,5 mi de libras de custos após vitória judicial

Alta Corte de Londres determinou que tabloide violou a privacidade de duquesa ao publicar partes da carta de 5 páginas destinada a seu pai

2 mar 2021
13h36
atualizado às 14h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Meghan, a duquesa britânica de Sussex, pediu 1,5 milhão de libras esterlinas de custos legais depois de vencer um processo de violação de privacidade contra o tabloide Mail on Sunday, que publicou trechos de uma carta que ela escreveu ao pai.

Duquesa de Sussex, Meghan, durante evento em Londres
05/03/2020 Paul Edwards/Pool via REUTERS
Duquesa de Sussex, Meghan, durante evento em Londres 05/03/2020 Paul Edwards/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

No mês passado, um juiz da Alta Corte de Londres determinou que o tabloide violou a privacidade de Meghan ao publicar partes da carta de cinco páginas destinada a Thomas Markle, com quem Meghan se desentendeu na véspera de seu casamento com o príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth.

O juiz Mark Warby arbitrou a favor da duquesa sem realizar um julgamento, dizendo que os artigos foram uma violação de privacidade clara mesmo depois de o jornal argumentar que Meghan pretendia tornar o conteúdo da carta público e que isso foi parte de uma estratégia midiática.

Em uma audiência realizada nesta terça-feira para determinar custos e outras questões não resolvidas, documentos apresentados ao tribunal mostraram que os advogados de Meghan pediram 1,5 milhão de libras esterlinas de despesas legais, metade a ser paga dentro de 14 dias.

Sua equipe legal também exigiu que o jornal entregue quaisquer cópias que tiver da carta, e pediu que o juiz ordene que o jornal publique um comunicado em sua capa dizendo que a duquesa venceu o caso e um aviso no site MailOnline durante "não menos de seis meses".

"A primeira razão de a demandante buscar uma ordem de publicação e disseminação é que isso funcione como uma dissuasão para futuros infratores", escreveram seus advogados em sua solicitação.

Veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade