PUBLICIDADE

Ex-segurança de Britney Spears denuncia medicação abusiva da cantora

20 jul 2021 17h52
ver comentários
Publicidade
Foto: Instagram/Britney Spears / Pipoca Moderna

Um ex-segurança de Britney Spears confirmou, em entrevista ao jornal britânico The Sun, que a acusação feita pela cantora durante seu depoimento chocante num tribunal de Los Angeles em junho passado é verdadeira.

Quando relatou detalhes da tutela abusiva de seu pai, Britney descreveu-se como uma escrava que era drogada e forçada a trabalhar o tempo todo. Ela afirmou que era obrigada a tomar remédios fortes que a deixavam com a sensação de estar sempre bêbada.

"Eles tiraram os remédios que eu tomava por cinco anos e me colocaram no lítio, que é um remédio bem forte. É como se eu estivesse sempre bêbada", denunciou a cantora na ocasião. "E eu nem bebo álcool. Eu deveria beber álcool pelo que eles fizeram com meu coração", desabafou.

Nesta terça-feira (20/1), Fernando Flores, que trabalhou na segurança de Britney Spears, corroborou a denúncia com detalhes.

"Davam a ela pílulas antipsicóticas e antidepressivas junto com vários anticoncepcionais e tudo mais, uma mulher a visitava todas as sextas-feiras em sua casa para medicá-la", ele contou ao jornal britânico.

Segundo Flores, os remédios deixavam a cantora completamente fora de si. "Era um estalo da sanidade pra loucura", explicou.

Ele contou que, após ser medicada, a cantora ficava falando coisas sem nenhum sentido. "Ela só assistia TV e chorava ouvindo músicas, e às vezes ficava dias sem tomar banho e escovar os dentes", completou.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade