0

Michael Jackson foi "predador sexual", diz advogada dos EUA

Gloria Allred, reconhecida defensora dos direitos da mulher, se baseia no histórico de alegações e nos acordos milionários

12 fev 2019
11h10
atualizado às 11h29
  • separator
  • comentários

A advogada Gloria Allred diz que não há dúvidas de que o legado de Michael Jackson é tanto sobre ele ser um "predador sexual" quanto pela fama de sua música.

Michael Jackson durante coletiva de imprensa em Londres, na Inglaterra
Michael Jackson durante coletiva de imprensa em Londres, na Inglaterra
Foto: Stefan Wermuth / Reuters

O site TMZ conversou com Gloria, reconhecida defensora dos direitos da mulher, na semana passada. Recentemente, ela defendeu a cantora Faith Rodgers, suposta vítima do músico R. Kelly.

Gloria foi questionada pelo site sobre como as pessoas deveriam se sentir em relação ao rei do pop diante do lançamento do documentário que aborda as supostas vítimas de pedofilia do cantor.

A advogada disse que há um longo histórico de alegações sérias e comportamento perturbador, assim como milhões de dólares pagos em acordos. Ela acredita que tudo contribui para Jackson ser considerado um predador sexual.

Gloria disse que, embora nunca saibamos os nomes das vítimas de Michael Jackson, ela acredita firmemente que ele é culpado de abuso sexual.

Em 1993, a advogada representou brevemente Jordan Chandler, um garoto que acusou Jackson de abuso sexual. Mais tarde, a família dele resolveu fazer um acordo para retirar a acusação dos tribunais pelo valor de US$ 20 milhões.

Veja também:

34 anos desde Thriller, o melhor clipe de todos os tempos

 

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade