PUBLICIDADE

Ex-diretor da Globo Portugal morre aos 72 anos

11 dez 2023 - 12h09
(atualizado às 15h01)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Globo / Pipoca Moderna

Ricardo Pereira, ex-diretor da Globo Portugal, morreu na noite de domingo (10/12) aos 72 anos. Há quatro anos, o jornalista tratava um câncer no pâncreas e no fígado. A informação foi confirmada inicialmente pela família ao G1. Os detalhes do velório e sepultamento ainda não foram divulgados.

O comunicador anunciou sua aposentadoria em setembro deste ano, quando ele entregou o cargo de direção para Rodrigo Nascimento. Apesar disso, ele ainda se preparava para dirigir um documentário para o Globoplay.

Segundo a TV Globo, o documentário contava sobre um diário de guerra que Pereira encontrou numa viagem às Ilhas Malvinas, em 1983. Na época, o território era alvo de disputa entre a Argentina e o Reino Unido.

 

Memória de Pereira

Ricardo Leitão de Paiva Pereira nasceu em 13 de outubro de 1951, no Rio de Janeiro. Ele passou boa parte da adolescência na Califórnia, no Estados Unidos, mas foi no Brasil que decidiu estudar Comunicação Social na Universidade Federal Fluminense (UFF). Ele ainda cursou Administração na Escola Brasileira de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas (EBAP-FGV).

Com quase 40 anos de experiência, Pereira começou a carreira no Jornalismo fazendo traduções para grandes veículos de comunicação, como o grupo Bloch e a rede Globo, onde ele também embarcou como repórter freelancer em 1976.

Pereira integrou as equipes do "Jornal Nacional" e do "Fantástico", além de ter passado dois meses como enviado especial na Argentina, em 1977. Na ocasião, ele assumiu a missão de noticiar o processo de abertura política do então presidente militar Ernesto Geisel (1907-1996).

Em 1980, Pereira virou correspondente internacional em Londres e, desde então, participou de coberturas importantes como o terremoto no sul da Itália, a Guerra das Malvinas e a Guerra Irã-Iraque. Ele chegou a gravar uma entrevista exclusiva com o ditador iraquiano Saddam Hussein (1937-2006).

A trajetória do jornalista também incluiu a cobertura ao vivo do casamento da princesa Diana (1961-1997) com o príncipe Charles, além da Copa do Mundo de 1982, que aconteceu na Espanha.

Em 1983, Pereira substituiu Roberto Feith no cargo de chefe do escritório da Globo na capital britânica. Foi neste período que ele se dedicou às coberturas esportivas, como o Campeonato Mundial de Atletismo em Helsinque (capital da Finlândia). Três anos depois, foi para a Itália e comandou a direção do jornalismo na Telemontecarlo, empresa associada da Globo, até a venda da emissora.

Sem deixar a cidade de Roma, ele optou por fundar sua própria produtora e um canal de TV voltado para o turismo. Em 2006, Pereira virou consultor da Globo Internacional e tinha a missão de organizar a distribuição da rede na Europa.

Em outubro de 2011, Pereira foi nomeado diretor da Globo em Portugal, quando a emissora inaugurou a sede em Lisboa.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade