PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

'A Queda do Céu' leva povo Yanomami para o Festival de Cannes; conheça o filme

O documentário brasileiro será exibido na programação da mostra paralela Quinzena dos Realizadores

16 abr 2024 - 21h07
(atualizado em 17/4/2024 às 11h15)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Festival de Cannes / Pipoca Moderna

O prestigiado Festival de Cannes, considerado o mais importante evento cinematográfico da Europa, anunciou a seleção de mais um filme brasileiro para sua edição de 2024. O longa-metragem "A Queda do Céu", dirigido por Eryk Rocha e Gabriela Carneiro da Cunha, será exibido na Quinzena dos Realizadores, uma mostra paralela que visa promover a descoberta de novos talentos.

Um mergulho na cultura Yanomami

"A Queda do Céu" é um documentário que oferece um olhar profundo sobre a cultura e os desafios do povo Yanomami. A partir do poderoso testemunho do xamã e líder Davi Kopenawa, o filme acompanha o ritual fúnebre Reahu, um momento de grande importância para a comunidade de Watorikɨ. Através desse ritual, os Yanomami buscam manter o equilíbrio do mundo e garantir a proteção de seus ancestrais.

O documentário também faz uma crítica contundente à exploração predatória dos recursos naturais da Amazônia, em especial ao garimpo ilegal que ameaça a vida e a cultura do povo Yanomami. As "epidemias xawara", como são chamadas pelas comunidades indígenas, trazem doenças e morte para os Yanomami, além de causar a devastação ambiental.

Em contraponto às ameaças, "A Queda do Céu" também celebra a beleza da cosmologia Yanomami, destacando a importância dos espíritos xapiri e sua força geopolítica. O filme convida o público a refletir sobre a necessidade de proteger a cultura e o meio ambiente da Amazônia, além de valorizar a sabedoria ancestral dos povos indígenas.

A história de Eryk Rocha em Cannes

O diretor Eryk Rocha, filho do lendário Glauber Rocha, já tem familiaridade com o Festival de Cannes. Em 2004, ele competiu à Palma de Ouro de melhor curta-metragem com "Quimera", e, em 2016, recebeu o Olho de Ouro de melhor documentário por "Cinema Novo", seu sétimo longa.

Já Gabriela Carneiro da Cunha estreia como diretora no longa, após ter trabalhado como roteirista de "Edna" (2021), documentário anterior de Erik Rocha.

A Quinzena dos Realizadores acontece entre 15 e 25 de maio, mas o filme ainda não tem data de estreia definida para os cinemas brasileiros.

Guerra Civil: Tudo sobre o novo filme de Wagner Moura Guerra Civil: Tudo sobre o novo filme de Wagner Moura

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade