PUBLICIDADE

Morre diretor Richard Donner, de 'Superman' e 'Os Goonies'

Cineasta faleceu aos 91 anos; ele também foi responsável pela saga 'Máquina Mortífera' e por episódios de 'Além da Imaginação'

5 jul 2021 18h15
| atualizado às 18h45
ver comentários
Publicidade

O cineasta americano Richard Donner, que dirigiu o primeiro filme Superman (1978) e filmes populares como Os Goonies (1985) e Máquina Mortífera (1987), morreu nesta segunda-feira, 5, aos 91 anos, relataram seus parentes. A viúva de Donner, Lauren Schuler Donner, relatou a morte à publicação comercial Deadline, e a produtora do cineasta confirmou a notícia à revista Variety, sem revelar a causa ou o local da morte.

Donner dirigiu alguns dos filmes mais icônicos dos anos 1970 e 1980, começando com o filme de terror A Profecia (1976), no qual aplicou parte do que aprendeu trabalhando na famosa série de mistério da televisão The Twilight Zone. O maior sucesso veio dois anos depois com Superman, estrelado por Christopher Reeve e que arrecadou mais de US$ 300 milhões em bilheteria em todo o mundo, mais de cinco vezes seu orçamento de US$ 55 milhões.

Richard Donner, diretor de 'Os Gonnies', morreu aos 91 anos
Richard Donner, diretor de 'Os Gonnies', morreu aos 91 anos
Foto: Apega/WENN.com/Reuters / Reuters

"Seu Superman é o epítome dos filmes de super-heróis de hoje. Continuaremos tentando chegar ao nível que ele deixou", disse o presidente da Marvel, Richard Feige, durante um tributo a Donner em 2017 organizado pela Film Academy.

Também o então presidente da DC Entertainment, Geoff Johns, definiu Superman naquela gala como "o melhor filme de super-herói da história" e elogiou Donner por fazer o público acreditar "que um homem pode voar".

Outro de seus filmes cult é Os Goonies, uma comédia em que um grupo de crianças procurava um tesouro escondido e que marcou a infância de milhões de pessoas em todo o mundo.

Donner também deixou sua marca com O Feitiço de Áquila (1985), um filme romântico estrelado por Michelle Pfeiffer. Mas foi a saga Máquina Mortífera que o levou à meca dos diretores que geraram mais de um bilhão de dólares nas bilheterias, com quatro filmes de sucesso estrelados por Danny Glover e Mel Gibson.

Nas décadas de 1980 e 1990, ele continuou dirigindo "sucessos de bilheteria": voltou a Gibson para Maverick (1994) e Teoria da Conspiração (1997), depois de trabalhar com Bill Murray na comédia de Natal Os Fantasmas Contra Atacam (1988). E, com Antonio Banderas e Sylvester Stallone, realizou Assassinos (1995).

"Ser diretor foi o melhor presente do mundo. Não foi um trabalho. Foi um prazer", disse Donner, durante a gala em sua homenagem organizada em 2017 pela Academia.

Donner se apaixonou por sua esposa, a produtora Lauren Shuler, depois de trabalharem juntos em Ladyhawke, e começou a produzir vários projetos com ela, incluindo a terceira parcela de A Profecia e a trilogia infantil Free Willy.

Em seus últimos anos de atividade, foi o produtor executivo do blockbuster X-Men (2000) e sua prequel X-Men Origens: Wolverine (2009), que manteve viva sua conexão com filmes de super-heróis. Nascido no Bronx, em Nova York, em 1930, Donner estudou negócios e teatro e começou sua carreira de ator em palcos off-Broadway, mas logo se interessou por dirigir e deu seus primeiros passos na televisão.

Estadão
Publicidade
Publicidade