0

Mexicano 'Rabioso Sol, Rabioso Cielo' leva prêmio em Berlim

14 fev 2009
08h50
atualizado às 09h59

O filme mexicano Rabioso Sol, Rabioso Cielo (raivoso sol, raivoso céu, em tradução livre), do diretor Julián Hernández, ganhou o Prêmio Teddy do 59º Festival Internacional de Cinema de Berlim para a melhor produção de conteúdo homossexual.

A organização do Festival de Berlim anunciou também a concessão do Prêmio da Paz ao filme antibelicista americano The Messenger, do diretor Oren Moverman.

Patrocinado pelo chefe do Governo de Berlim, o social-democrata e homossexual declarado Klaus Wowereit, o Prêmio Teddy foi para um dos filmes mais longos do festival, com mais de três horas de duração.

A produção mexicana desconcertou e fascinou durante sua estreia no festival, por ser uma obra quase sem diálogos e cheia de símbolos mitológicos, com destaque para as cenas sexuais.

The Messenger, que está entre os favoritos aos Ursos do Festival de Berlim, recebeu o prêmio concedido desde 1986 por várias organizações pacifistas aos filmes cujo conteúdo promove a convivência e o entendimento.

A obra de Moverman conta a história de dois soldados americanos com a difícil e triste missão de informar aos parentes diretos dos militares mortos no Iraque sobre o falecimento do ente querido.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade