0

Oscar 2017: Brie Larson fala da sua reação à vitória de Casey Affleck

Segundo a atriz, sua atitude fala por si só.

10 mar 2017
14h07
atualizado às 18h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A ausência de aplausos de Brie Larson para Casey Affleck quando entregou a ele a estatueta de melhor ator durante a cerimônia do Oscar 2017 fez muita gente sorrir em casa, concordando com o silencioso protesto da atriz. A questão toda gira em torno das acusações de que o ator abusou sexualmente de Amanda White e Magdalena Gorka, respectivamente a produtora e a diretora de fotografia que trabalharam com ele no falso-documentário Eu Ainda Estou Aqui, em 2010.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Brie Larson foi quem anunciou a categoria de melhor ator no Oscar 2017, seguindo a tradição uma vez que foi premiada como melhor atriz no ano anterior, por O Quarto de Jack. Quando entregou o prêmio a Casey Affleck, que venceu por sua atuação em Manchester à Beira-Mar, a atriz não o aplaudiu e se manteve bastante séria, gerando vários comentários entre o público, que interpretou a ação de Larson como demonstração de que não estava contente com a decisão da Academia.

Conversando com a Vanity Fair durante a estreia de Kong: A Ilha da Caveira em Hollywood, a atriz não justificou a sua atitute, mas falou sobre o tema:

"Acho que qualquer coisa que eu tenha feito no palco já falou por si só. Eu já disse tudo o que tinha a dizer a respeito deste assunto."

A reação de Larson já vinha sendo comentada desde o Globo de Ouro, quando ela entregou o prêmio também a Casey Affleck. Já quando entregou o SAG a Denzel Washington, a atriz não escondeu a sua felicidade. Veja abaixo.

"Foi alegado há sete anos, em uma ação judicial civil por quebra de contrato, que Casey agrediu sexualmente duas mulheres em seu antigo trabalho. Casey denunciou as alegações como totalmente fabricadas. Como a maior parte das ações civis, essa foi resolvida em por consenso mutual em termos não divulgados. Em outras palavras, nada foi provado ou negado [...]"

Já Brie Larson tem sido uma voz cada vez mais ativa na defesa das mulheres. Em entrevista recente concedida à Elle Magazone, ela comentou (via EW):

"Já tendo interpretado duas personagens que sofreram abuso sexual [em O Quarto de Jack e Short Term 12], já trabalhei muito com vítimas de abuso sexual. Nós não podemos dar nenhum passo para trás e deixar as pessoas pensarem que é culpa delas. Isso é uma doença das pessoas."

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade