1 evento ao vivo

Guardiões da Galáxia Vol. 3: Dave Bautista afirma que voltará apenas por obrigação contratual

Ator não aceita a demissão de James Gunn e alfineta a Disney.

6 ago 2018
11h57
  • separator
  • comentários

A fúria de Dave Bautista continua vivíssima e o ator permanece não aceitando a demissão do diretor James Gunn da franquia Guardiões da Galáxia. Primeiro membro do elenco a sair em defesa do cineasta, despedido por causa de ofensivos tweets antigos, o intérprete de Drax foi questionado sobre seu futuro no Universo Cinematográfico Marvel, tendo em vista a explícita insatisfação com as decisões tomadas. 

Foto: Getty Images / AdoroCinema

"Amo seu apoio a James Gunn. Você tem algum plano ou resposta para o caso da Disney não recontratá-lo?", perguntou o jornalista Elias Eliot no Twitter. Bautista não mediu palavras e mais uma vez deixou claro de que lado está.

"Farei o que sou legalmente obrigado a fazer, mas Guardiões da Galáxia sem James Gunn não é o projeto para o qual assinei contrato. Guardiões sem ele não é Guardiões. É bem nauseante trabalhar para alguém que empodera uma campanha de difamação levantada por fascistas cybernazis."

Além de atacar a Disney e a Marvel, Dave expõe que pode buscar meios legais de se desligar da franquia e que, caso reapareça, não será de boa vontade. No fim de julho os principais atores do elenco de Guardiões da Galáxia divulgaram carta aberta apoiando Gunn, mas, apesar disso, é pouco provável que o estúdio volte atrás e reintegre o realizador.

Assinado por Gunn, o roteiro de Guardiões da Galáxia Vol. 3 já está pronto e, antes dos últimos acontecimentos, a estreia era prevista para 2020.

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade