PUBLICIDADE

Oh Polêmico é acusado de homofobia no carnaval de Salvador e rebate: 'Era briga'

Polly é dono do hit "Deixa eu botar meu boneco", que estourou no Carnaval de 2023

10 fev 2024 - 17h20
(atualizado às 17h36)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Oh Polêmico é acusado de homofobia após viralizar um vídeo durante sua apresentação no Carnaval de Salvador, em que ele usou a expressão "se beijando". Segundo ele, seria uma gíria para falar de homens brigando.
Foto: Reprodução/Instagram/@ohpolemicooficial

O cantor baiano Oh Polêmico está sendo acusado de homofobia após viralizar um vídeo em que ele fala de homens se beijando. A situação aconteceu durante a apresentação no carnaval de Salvador, na noite de sexta-feira, 9, enquanto puxava o trio no circuito Barra-Ondina. No vídeo, Polly, como é conhecido, pede para parar a música e diz: "Fazendo uma festa da porra, e um monte de homem se beijando. Cheio de mulher aqui."

Segundo ele, porém, a interpretação homofóbica foi um mal entendido. Em um pronunciamento neste sábado, 10, Polly disse que "se beijando" era uma expressão para falar de briga, em que homens estariam batendo um no outro.

"Família, isso é uma gíria que muita gente da comunidade, muita gente aqui da favela usa, tá ligado? Quando tá rolando muita briga na Barra, muita confusão, muita covardia. Então eu parei e falei "Vão ficar nessa ai? Vão ficar se pegando ai é? Ao invés de curtir, de dançar...", explicou.

"Nesse momento que eu parei, não tinha ninguém se beijando. Nesse momento rolou uma briga muito feia, quebrando isopor dos ambulantes... Eu parei o show e falei: 'Vai ficar nessa aí? Ficar se beijando?'", continuou.

Oh Polêmico também disse que defende os direitos das pessoas da comunidade LGBTQIA+. "Muita gente pegou de forma errada. Diversidade e inclusão sempre", disse.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade