0

Léo Santana descarta crise no axé: ‘Acredito no potencial’

Cantor de pagode baiano descarta declínio do ritmo sensação nos anos 90 em entrevista ao Terra

18 fev 2020
14h18
atualizado às 14h20
  • separator
  • 0
  • comentários

Léo Santana não acredita que o axé music esteja vivendo uma crise, ainda que os hits carnavalescos dos últimos anos dificilmente ganhem destaque Brasil a fora nas festas de Momo. Em 2018, Mc Loma havia aberto os caminhos para o passinho brega funk de Pernambuco. Em 2019, foi o ano de ‘Jenifer’, uma espécie de forró eletrônico, de Gabriel Diniz. Ao que tudo indica, a folia de agora será de ‘Tudo Ok’ ou de ‘Sentadão’, ambos do brega funk. No País, nada de axé. 

Perguntado sobre o assunto, o gigante, como é conhecido, negou sobre uma possível crise envolvendo o ritmo. “Eu acredito muito no potencial da música baiana em si. Acho que tem público pra tudo, sabe?”, desconversou o cantor, dono do hit mais tocado na folia baiana em 2019. Segundo o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), o pagode “Crush Blogueirinha” foi a música mais tocada no estado. 

O ritmo eternizado pela guitarra baiana de Armandinho só apareceu no ranking na quarta posição, com ‘Eva’ – atrás de ‘Jenifer’ e ‘Abaixa Que é Tiro’, pagode de Parangolé eleito como a música do Carnaval, e da própria música de Léo Santana.

Léo Santana puxa trio elétrico no circuito do Campo Grande, em Salvador
Léo Santana puxa trio elétrico no circuito do Campo Grande, em Salvador
Foto: Alfredo Filho/ Secom/ Prefeitura de Salvador / Reprodução

Feats

O cantor de pagode baiano se uniu a Anitta, com quem gravou ‘Contatinho’, e estourou. A parceria deu tão certo que o hit está entre os 50 mais tocados no Spotify e os artistas deixaram outras duas músicas gravadas, de gaveta, sendo outro funk e um reggaeton, ambos sem data de lançamento. Outro feat do GG que também está na boca do povo é com o artista Luan Santana. A parceria ‘Sofrendo Feito um Louco’ conta ainda com a musicalidade do Olodum. 

“Parceria é algo que eu gosto muito de fazer por sentir que é uma oportunidade de crescermos em conjunto. Além de ser uma chance de sair da zona de conforto”, avalia. 

Carnaval

A folia deste ano será uma maratona para o cantor, que fará 30 shows em 29 dias. Durante a semana do carnaval, a rotina fica ainda mais intensa, com 16 shows em 7 dias, em cidades como Santa Rita do Sapucaí (MG), Votuporanga (SP) e Recife (PE). Mas o carnaval favorito do artista é o que mistura a festa de rua dos blocos, com a pipoca e o camarote. “O melhor carnaval é o de Salvador, o carnaval mais democráticco que existe no mundo. O maior de rua. Salvador é diferenciado”.

 

Veja mais:

 

Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade