0

Turismo rural de brasileiros na Itália cresce quase 40%

Setor movimentou 1,36 bilhão de euros no país em 2017

3 nov 2019
13h25
atualizado às 14h10
  • separator
  • 0
  • comentários

O número de brasileiros que fazem turismo rural na Itália cresceu 37,7% em 2017, de acordo com um relatório divulgado neste fim de semana pela organização do principal evento do setor no país.

Turista em um hotel rural de Siena: a Toscana é líder em agriturismo na Itália
Turista em um hotel rural de Siena: a Toscana é líder em agriturismo na Itália
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O estudo se baseia em dados do Instituto de Serviços para o Mercado Agrícola Alimentar (Ismea) e foi publicado por ocasião do Salão Nacional do Agriturismo e da Agricultura Multifuncional (Agri&Tour), que acontece em 15 e 16 de novembro, em Arezzo.

Segundo o relatório, o número de brasileiros que fazem turismo rural na Itália cresceu 37,7% em 2017, último ano com dados disponíveis, enquanto a quantidade de diárias em hospedagens agrícolas subiu 41,3% no mesmo período.

Esses números colocam o Brasil à frente de países como Rússia (37,5% e 33,1%) e China (26,8% e 30,1%) em termos de crescimento relativo. O turismo rural na Itália acumula 20 anos de expansão ininterrupta e registrou 3,2 milhões de chegadas (+6,7%) e 12,7 milhões de diárias (+5,3%) em 2017.

O faturamento do setor no período foi de 1,36 bilhão de euros, alta de 6,7% na comparação com 2016. A Toscana, com 889 mil turistas, a Província Autônoma de Bolzano, com 448 mil, e o Vêneto, com 306 mil, encabeçam o ranking de turismo rural no país.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade