PUBLICIDADE

SP mira 150 anos de imigração para atrair viajantes italianos em 2024

Secretário Roberto de Lucena quer aproveitar turismo de raízes

29 nov 2023 - 11h52
(atualizado às 13h01)
Compartilhar
Exibir comentários

Por Lucas Rizzi - Estado mais rico e populoso do Brasil, São Paulo pretende aproveitar os 150 anos da imigração italiana e a promoção do turismo de raízes para aumentar o fluxo de visitantes provenientes do país europeu em 2024.

A Itália é a 10ª nação que mais manda turistas a São Paulo, com 53.924 entre janeiro e outubro deste ano, alta de quase 10% sobre 2022 inteiro (49.273), mas ainda há espaço para crescimento. "Talvez tenha faltado, ao longo dos anos, um esforço de dialogar, mostrar e colocar na prateleira dos italianos as diversas opções de turismo que temos", disse o secretário de Turismo do governo paulista, Roberto de Lucena, em entrevista à ANSA.

"Mas nós temos uma janela de oportunidades em 2024 que pode nos ajudar, que são os 150 anos de imigração italiana no Brasil. Estamos dialogando com o Consulado, com a Embaixada e com outros atores para que possamos organizar um bom calendário de celebrações", acrescentou.

Entre o fim do século 19 e meados do século 20, São Paulo se tornou o principal destino da imigração italiana no Brasil e até hoje exibe os legados desse fenômeno nas mais diversas áreas, da cultura à economia, e não apenas na capital, mas também em boa parte do interior paulista.

"Estive recentemente em Pedrinhas Paulista [a 480 km da cidade de São Paulo], e fiquei impressionado. A sensação é de que realmente se está na Itália", contou Lucena. O município de 3 mil habitantes desenvolveu em sua área central uma série de monumentos em homenagem a Roma, e o mais recente deles é uma casa de espetáculos que remete ao Coliseu.

"Esse carinho pela Itália e pelos italianos se verifica em todo o estado", garantiu o secretário. Em 2024, o país europeu vai promover o turismo de raízes para atrair ítalo-descendentes desejosos de redescobrir as origens de suas famílias, e São Paulo pretende aproveitar a ocasião para estimular viagens no sentido inverso.

"Queremos fazer o turismo de raízes ao contrário, de forma que possamos promover esse ambiente que temos em São Paulo, de desenvolvimento de riquezas a partir da imigração italiana. Teremos uma boa janela de oportunidades para mostrar São Paulo aos italianos", disse Lucena.

A Secretaria de Turismo já iniciou em 2023 uma série de road shows para divulgar o estado no exterior, com passagens por Lisboa, Madri e Lima, e Roma já está confirmada como a primeira etapa em 2024.

Um dos objetivos é mostrar que São Paulo vai além do já consolidado turismo de negócios, promovendo destinos como a Baixada Santista, onde o Rei Pelé construiu seu mito, o Litoral Norte, terra de praias paradisíacas e natureza preservada, ou o Vale do Ribeira, que abriga algumas das cidades mais antigas do Brasil, como Cananéia e Iguape, e a maior reserva de Mata Atlântica protegida.

"O nosso trabalho neste momento é organizar esses destinos, envelopar e colocá-los na prateleira do mundo", destacou Lucena.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade