PUBLICIDADE

'Devolvam o moai': chilenos exigem que Museu Britânico entregue estátua da Ilha de Páscoa

A estátua, junto com um segundo moai menor conhecido como Hava, foram saqueados da Ilha de Páscoa e dados como presentes à Rainha Vitória em 1869 .

20 fev 2024 - 17h31
Compartilhar
Exibir comentários
Hoa Hakananai'a significa 'amigo roubado'
Hoa Hakananai'a significa 'amigo roubado'
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

O Museu Britânico está enfrentando uma pressão de usuários das redes sociais no Chile para que a instituição devolva um monumento de pedra retirado da Ilha de Páscoa.

O museu possui duas das famosas estátuas moai da ilha. Elas foram saqueadas do território chileno de Rapa Nui, ou Ilha de Páscoa, em 1868.

A campanha online começou depois que um influenciador conclamou seus seguidores a responder às postagens do museu no Instagram com comentários "devolvem o moai".

O Museu Britânico disse, em uma postagem nas rede sociais, que desativou comentários.

A Ilha de Páscoa, localizada no Pacífico e a cerca de 3.700 km da costa do Chile, é conhecida pelas suas estátuas moai, que dizem encarnar o espírito de um importante ancestral.

Construídas entre 1400 e 1650 d.C., muitas das estátuas permanecem na ilha até hoje, mas várias foram levadas para museus ao redor do mundo - incluindo o Hoa Hakananai'a na coleção do Museu Britânico.

A estátua, junto com um segundo moai menor conhecido como Hava, foram dados como presentes à rainha Vitória em 1869 pelo capitão do HMS Topaze, comodoro Richard Powell. A rainha doou as duas estátuas ao Museu Britânico.

As estátuas famosas são conhecidas como 'cabeças da ilha de Páscoa'
As estátuas famosas são conhecidas como 'cabeças da ilha de Páscoa'
Foto: Ministério de Tesouros Nacionais do Chile / BBC News Brasil

Exigência antiga

Os apelos para a devolução do Hoa Hakananai'a, que significa "amigo roubado", a Rapa Nui não são novos.

A campanha do influenciador chileno Mike Milfort renovou as exigências e fez com que muitos de seus seguidores exigissem sua repatriação na seção de comentários de vários posts do museu no Instagram.

Milfort fala regularmente sobre os moai em seus vídeos virais.

O presidente do Chile, Gabriel Boric, também apoiou o sentimento por trás da campanha nas redes sociais numa recente entrevista de rádio.

O Museu Britânico afirma ter desativado comentários em uma postagem, que havia sido compartilhada em colaboração com uma instituição de caridade para jovens.

Um porta-voz disse que o museu acolheu bem o debate, mas que este tem de ser "equilibrado".

O museu afirma ter relações boas e abertas com colegas de Rapa Nui e houve várias visitas da comunidade a Londres desde 2018.

No ano passado, o primeiro-ministro da Grécia pediu que as esculturas do Partenon - ou Mármores de Elgin - fossem devolvidas ao país.

As esculturas são um dos artefatos de maior destaque no debate sobre se os museus de todo o mundo devem devolver itens aos seus países de origem.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade