PUBLICIDADE

Novo golpe do Uber: motoristas ativam corridas sem passageiros no carro

Após passageiro informar código de segurança, motoristas conseguem dar início à viagem mesmo sem a pessoa a bordo

14 jul 2023 - 15h18
(atualizado às 15h20)
Compartilhar
Exibir comentários
Uber faz alerta para cuidados para evitar cair em golpes aplicados por motoristas
Uber faz alerta para cuidados para evitar cair em golpes aplicados por motoristas
Foto: fdr

Motoristas do aplicativo Uber têm aplicado um novo golpe em passageiros. Agora, deve-se ficar atento ao chamado "golpe do código de segurança", em que alguns motoristas usam uma das funcionalidades do aplicativo para cobrar altos valores por viagens sem passageiros. 

O golpe foi relatado em reportagem da Folha de São Paulo, que explica como o método funciona: antes de chegar ao local de embarque, o motorista usa o chat do aplicativo para perguntar ao usuário o código de segurança da corrida.

Após o passageiro informar o número, os motoristas conseguem dar início à viagem mesmo sem a pessoa a bordo. 

O número em questão se trata do U-código, combinação de quatro dígitos conhecido como o código de segurança da Uber. 

O objetivo é tornar as corridas mais seguras, pois, desta forma, tanto motorista quanto passageiro podem verificar se estão na corrida certa ao checarem a combinação do código. 

Casos de golpe envolvendo alguns motoristas de Uber foram relatados nas redes sociais, conforme apuração da Folha, que entrevistou algumas vítimas da cidade de São Paulo. 

"Assim que a motorista aceitou [a corrida], mandou uma mensagem no chat pedindo o código. Não sabia como funcionava e passei. O aplicativo ficou instável, a corrida começou sem mim e foi redirecionada para outros lugares. Veio a notificação de que a viagem havia terminado, com uma cobrança de R$ 50", disse Fernanda Gasparino à Folha. 

Ao Byte, a Uber esclareceu que possui a ferramenta chamada U-Código, que consiste em uma senha de quatro dígitos, criada pelo app para cada viagem, que deverá ser fornecida verbalmente pelo usuário ao motorista ao entrar no veículo, para que então ele consiga iniciar a viagem.

Em nota, a empresa disse que reforçou em comunicações a importância em não compartilhe os quatro dígitos com o motorista antes que ele chegue ao ponto de embarque. 

"Caso a pessoa acredite ter sido vítima de crime cometido pela outra parte, a empresa encoraja que sejam acionadas as autoridades competentes. A Uber possui uma equipe formada por ex-policiais e um time de resposta a autoridades prontos a colaborar com as investigações, na forma da lei", afirmou a Uber. 

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade