PUBLICIDADE

Startup Faster recebe aporte de R$ 8 milhões e promete mais agilidade para designers e empresas

Em estágio inicial, empresa pretende investir na equipe de desenvolvimento e ampliar produtos

27 out 2022 - 05h10
(atualizado às 16h36)
Compartilhar
Exibir comentários

A Faster, startup criada para conectar profissionais de design a empresas, anunciou nesta terça, 25, que captou R$ 8 milhões em uma rodada semente liderada pela DOMO Invest. O cheque vai ser utilizado para a contratação de funcionários e para o lançamento de novos produtos.

A rodada de investimento teve a participação de investidores como André Farber (CEO da Dafiti), Alan Chusid (CEO da NuPay For Business, braço de pagamento da Nubank, e cofundador da Neon), Felipe Pinto (vice-presidente de produtos da Loft), Marco Crespo (ex-chefe do Gympass na América Latina e Estados Unidos) e Tulio Khedi (cofundador da Raccoon).

O investimento será destinado às principais áreas da Faster, como a sua equipe de tecnologia e a aceleração do desenvolvimento dos seus produtos. Segundo a empresa, o aporte acontecerá em dois momentos, conforme o cumprimento de metas.

A empresa, fundada em 2021 por Vitor Filipe e Daniel Dahia, tem como principal objetivo otimizar o trabalho de times de marketing — a promessa é "dar vazão a projetos de design que precisam ser entregues rapidamente", diz a companhia. Entre eles, estão demandas para mídias sociais, comunicação interna, banners, infográficos, apresentações, entre outras soluções criativas.

A contratação dos serviços da Faster funciona por meio de assinatura. A empresa que contrata o negócio recebe um voucher, que depois é trocado por serviços de designer, como artes para redes sociais e banners para sites. A plataforma permite que as solicitações sejam feitas em menos de 3 minutos, como um Trello feito especialmente para o trabalho criativo.

"De um lado, trazermos os melhores criativos do Brasil. De outro, os melhores times de marketing podem pedir qualquer peça de design de forma intuitiva. É um software que nunca foi desenvolvido no Brasil", comenta em nota Vitor Filipe, CEO da companhia.

Hoje, 70 empresas usam o serviço, dentre elas o iFood, Descomplica, Nubank, WeWork, Ambev e L´Oreal. A equipe da startup é composta por 70 colaboradores.

Para o executivo, o objetivo em 2023 é aumentar para 150 o número de clientes e triplicar a receita da Faster: "Não vai haver um time de marketing incrível no Brasil que não vá usar a Faster nos próximos dois anos", declara Filipe.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade