PUBLICIDADE

Google pausará geração de imagens de pessoas por IA Gemini

22 fev 2024 - 09h31
(atualizado às 16h19)
Compartilhar
Exibir comentários

O Google suspendeu sua ferramenta de inteligência artificial que cria imagens de pessoas após imprecisões em algumas representações históricas geradas pelo modelo, o mais recente obstáculo enfrentado pela companhia para alcançar os rivais OpenAI e Microsoft.

O Google começou a oferecer a geração de imagens por meio de seus modelos de IA Gemini no início deste mês, mas, nos últimos dias, alguns usuários nas mídias sociais sinalizaram que o modelo produz imagens históricas que, às vezes, são imprecisas.

"Estamos cientes de que o Gemini está oferecendo imprecisões em algumas representações históricas de geração de imagens", disse o Google na quarta-feira.

Desde o lançamento do ChatGPT, da OpenAI, em novembro de 2022, o Google tem se esforçado para produzir software de IA que rivalize com o que a empresa apoiada pela Microsoft introduziu.

Quando o Google lançou seu chatbot de IA generativa Bard há um ano, a empresa compartilhou informações imprecisas sobre fotos de um planeta fora do sistema solar da Terra em um vídeo promocional, fazendo com que suas ações caíssem até 9%.

O Bard foi rebatizado como Gemini no início deste mês e o Google lançou planos de assinatura pagos, que os usuários poderiam escolher para obterem melhores recursos de raciocínio do modelo de IA.

"Os contextos históricos têm mais nuances e vamos ajustar ainda mais para acomodar isso", disse Jack Krawczyk, diretor sênior de produtos do Gemini no Google, na quarta-feira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade