PUBLICIDADE

Bâdgir: o 'ar-condicionado' criado há milhares de anos

28 nov 2023 - 08h31
Compartilhar
Exibir comentários

Desde os primórdios, a humanidade tem desenvolvido ferramentas para lidar com as condições climáticas extremas, tornando a vida mais confortável. Um desses mecanismos é o bâdgir, uma espécie de "ar-condicionado da antiguidade" que ajudou os persas a se refrescarem em meio a temperaturas altíssimas.

Também conhecido como apanhador de vento, o sistema surgido há milhares de anos era usado em construções no território atualmente pertencente ao Irã. Localizada na parte mais alta de edifícios, a estrutura é semelhante a uma chaminé e realiza um trabalho parecido com o dos modernos equipamentos de refrigeração.

Estudos recentes a respeito desta tecnologia milenar sugerem que o catador de vento, outro nome pelo qual o método é chamado, reduz a temperatura interna dos imóveis em pelo menos 10 °C. Isso sem depender de qualquer fonte de combustível ou eletricidade.

(Fonte: Getty Images/Reprodução)
(Fonte: Getty Images/Reprodução)
Foto:  Getty Images/Reprodução  / Mega Curioso

Contando com diferentes versões, as estruturas de bâdgir se adaptavam ao estilo arquitetônico das casas e à direção do vento. Tais características influenciavam a altura da torre, a quantidade de aberturas para entrada e saída do ar e a disposição das lâminas internas e canais de direcionamento.

Como funciona o catador de vento?

Entrando pelas janelas no topo da torre, o vento fresco é conduzido para o interior do imóvel naturalmente, já que por ser mais frio e denso tende a descer. À medida que passa pelos canais, se distribui entre os cômodos através de frestas nas paredes, refrescando salas, quartos e os demais ambientes.

Segundo a BBC, algumas construções possuíam canais de água subterrâneos que também recebiam o ar fresco da parte mais alta da estrutura. Ao entrar em contato com a água, o vento se resfriava ainda mais, oferecendo uma maior redução da temperatura no ambiente.

Ao mesmo tempo, o ar quente do interior da habitação era levado para fora por meio da própria torre, garantindo a redução da temperatura inclusive se não estivesse ventando. O canal principal era dividido ao meio, com áreas específicas para a entrada do vento frio e a saída do quente, lembrando que o ar aquecido é menos denso e sobe.

Mesmo trazendo um grande alívio durante o calor escaldante do verão na antiga Pérsia, o bâdgir também podia ser fonte de alguns problemas. Além de captar o vento refrescante, as aberturas no alto da torre acabavam servindo de entrada para diferentes espécies de insetos, poeira e outros detritos do deserto.

Alternativa ecológica

Capaz de resfriar ambientes sem o uso de eletricidade e a emissão de gases poluentes, os catadores de vento persas podem se tornar uma alternativa para substituir o ar-condicionado convencional. Alguns países têm investido em versões modernas da antiga tecnologia.

Reino Unido e Estados Unidos estão entre os territórios nos quais é possível encontrar edificações usando a fonte ecológica de refrigeração. O Irã também mantém algumas torres de vento originais, que servem de exemplo para futuras construções.

Mega Curioso
Compartilhar
Publicidade
Publicidade